domingo, 30 de setembro de 2007

Os 6 carros mais inteligentes da atualidade.

Começa a chegar ao Brasil os modelos da série 7 da BMW. As revendas da marca alemã estimam que as vendas serão surpreendentes. O que explica tamanho otimismo em tempos de vacas magras é a parafernália tecnológica que faz dessa máquina um automóvel inteligente. Mas a BMW não é a única a apostar em veículos que têm QI. Há marcas que lançam carros que filtram o ar quando ele está carregado de poluentes, que fazem massagem e, alguns, até falam. Veja alguns deles abaixo:

1. BMW 745

Imagem
A chave tem uma memória que guarda os ajustes do banco, da direção, dos espelhos e do ar-condicionado do motorista. Assim que é colocada na fechadura do carro, ela "reconhece" a pessoa e faz as configurações necessárias.


2. Mercedes S Class
Imagem
Sensores nos pára-choques ajudam o motorista a estacionar. Indicam se o carro vai bater. Na frente há sensores que mantêm a velocidade constante. O sistema é destravado automaticamente sempre que esse "radar" detecta outro veículo à frente. Neste caso, infelizmente, o motorista tem de brecar. Os bancos são programáveis e possuem mecanismos que massageiam o motorista. Também há um mecanismo de circulação de ar quente e frio evitando que o revestimento de couro fique muito frio ou quente demais.


3. Volvo XC 90
Imagem
O carro tem sete lugares, mas cada um dos passageiros pode ouvir a música que quiser a partir da mesma disqueteira de CDs. O modelo vem ainda com aparelho de DVD, telefone, computador de bordo e cabeamentos de fibra ótica para conexão com a internet.


4. Lexus LS 430
Imagem
Um computador de bordo reconhece trechos de declive e reduz a velocidade do carro. O motorista não precisa pisar no freio o tempo todo. Tem ainda um mecanismo que filtra o ar. Aquela fumaça preta expelida por caminhões não entra no carro. O modelo vem ainda com um aparelho de som que aumenta ou diminui o volume de acordo com a intensidade de ruídos externos.


5. Citröen C5
Imagem
Possui suspensão hidrativa ligada a um computador de bordo. Sensores espalhados pelo carro enviam informações sobre as condições da pista e a velocidade do veículo. Um software faz a análise desses dados e determina a altura do carro em relação ao solo. Este sistema é independente em cada uma das rodas, o que dá ao passageiro a sensação de andar em um terreno plano ainda que o carro passe por buracos. A suspensão faz a correção sozinha.


6. Audi A8
Imagem
Um dispositivo eletrônico permite que as portas do carro sejam destravadas quando o motorista se aproxima. Nem é preciso inseri-la na fechadura. Tampouco no contato. Para dar partida basta apertar um botão no console. O motorista pode ainda controlar todas as funções do carro, inclusive a altura da suspensão, e verificar a pressão dos pneus de uma tela no console central.

sexta-feira, 28 de setembro de 2007

A Verdadeira História do Gênesis - parte 1

Imagem

De onde surgiu o pensamento para o mundo na cabeça de Deus? A grande cabeça vazia não tinha nada dentro, pois ela não tinha nada para pensar e de repente surgiu um pensamento e aí ela pensou, epa, eu penso. Se eu penso, então logo devo existir. Mas espera aí, de onde surgiu esse pensamento? Como é que de repente, eu passei toda a eternidade sem nada na cabeça, e sem mais nem menos um pensamento surgiu? Depois que esse pensamento surgiu, a grande cabeça vazia ficou vendo aparecer outros pensamentos por causa de uma grande reação em cadeia. E do nada, sem mais nem menos, a grande cabeça vazia ficou cheia de pensamentos. Só que os pensamentos não eram sobre nada a não ser a própria existência. A grande cabeça vazia pensava, “Por que penso? O que sou? Por que de repente sei que existo? Qual a razão da minha existência?” Como a grande cabeça vazia não tinha nada para fazer a não ser pensar e como não existia nada para a grande cabeça vazia pensar a não ser o fato de que era consciente que existia, de repente a grande cabeça vazia pensou, “Já sei, vou fazer um espaço para eu me mover dentro e aí vou ter o que fazer.” Ao dizer isso, a grande cabeça vazia começou a voar para lá e para cá, mas depois de fazer isso por alguns milênios e só pensando na sua existência e nada mais, a grande cabeça vazia falou, “ Estou cansando de voar para lá e para cá, vou fazer um corpo com pés e braços para eu me tocar.” E assim aconteceu, pois bastava a grande cabeça vazia pensar em algo que esse algo acontecia. A grande cabeça vazia, agora com um corpo, tornou-se o corpo andarilho pelo nada afora. O grande espaço. E passou mais uma eternidade. E aí a Deus que só pensava em andar para lá e para cá pensou, “Estou cansando de andar, vou fazer um corpo melhor, já sei vou fazer algo que me dê prazer para passar a eternidade” e assim Deus fez um pênis e passou a masturbar-se o tempo todo já que não pensou em fazer uma mulher. Depois de muito andar, pensar sobre o fato de existir, pensar sobre o surgimento do pensamento do nada absoluto, e de se masturbar, a grande cabeça vazia, agora com um corpo e um pênis, pensou, “Estou solitário. Preciso de alguém para contar às coisas que faço. Apesar de não ser nada. Só fico questionando o fato de existir, de ter pensamentos e não faço mais nada a não ser andar e me masturbar, mas preciso de alguém para contar isso”.E assim Deus fez a Segunda Pessoa da Trindade e ficou lhe falando sobre sua vida vazia. Em que ele nada tinha a fazer a não ser andar para lá e para cá no espaço e a se masturbar. Ele sabia todo o tamanho do espaço, pois existia uma parte sua, O Espírito Santo, que estava em todo lugar e bastava ele querer saber o que estava acontecendo que a informação aparecia na sua cabeça graças a sua ligação com todo ele através do Espírito Santo, que inclusive lhe mostrava tudo que a Segunda Pessoa pensava, pois ele penetrava tudo, até mesmo os pensamentos de todos. Mas se Deus não quisesse saber, a informação não vinha.

Depois de mais uma eternidade a Segunda Pessoa lhe disse, “Tive uma idéia, faça pessoas a sua imagem e semelhança.” E assim, a grande cabeça vazia fez um monte de anjos e um céu. De onde surgiu o plano para fazer os anjos? De lugar algum, a idéia simplesmente apareceu do nada. De onde surgiu à idéia de criar um céu para onde os anjos morarem já que ficar andando para lá e para cá no vazio enche o saco de qualquer um? Do nada. De onde surgiu à idéia de fazer a Segunda Pessoa? Do tédio. Do nada. Do tédio da existência.

Depois de fazer os anjos, com o passar da eternidade, Deus já estava com o saco cheio dos mesmos. O papo dos anjos era um tédio só. Ó grande Deus, O Senhor é demais. O Senhor é Dez. O Senhor é o maior. Ele tinha feito os anjos só para lhe puxarem o saco o dia inteiro, mas seu saco já não agüentava mais puxões. Afinal, haja saco para agüentar puxa-sacos o tempo todo sem um pingo de originalidade. Aí, Deus teve uma idéia. De repente, do nada, ele teve uma idéia. Mas ele já estava acostumado a ter idéias do nada mesmo. O primeiro pensamento veio do nada e o resto também. Ele já tinha se acostumado que todos os seus pensamentos vinham do nada mesmo.

“Vou pegar um desses anjos e lhe dar livre arbítrio. Ele poderá me puxar o saco ou não, ele poderá fazer o bem ou o mal conscientemente, se ele quiser. Minha Segunda Pessoa também é um chato de galochas. Ele também não tem liberdade, ele faz tudo que eu quero sem pestanejar. Ele é um robô igual aos outros anjos. Vou dar liberdade de escolhas a um anjo e se ele quiser pode me mandar para a puta que pariu, que tudo bem. Estou com o saco cheio de puxa-sacos programados”. E assim, ele chamou Lúcifer, um dos eternos, e lhe disse, “Abracadabra, vatapá, livre arbítrio você terá”.E pronto, a partir daquele dia, Lúcifer passou a pensar exatamente como Deus. Ou seja, seus pensamentos vinham do nada, sem mais nem menos, mas com a diferença que ele não podia fazer as coisas surgirem do nada como a Ex Grande Cabeça Vazia podia. Lúcifer podia pensar o que bem entendesse e podia fazer o bem e o mal conscientemente, ele não era como os outros anjos. Mas o que Deus não calculou é que Lúcifer tinha o poder de passar sua liberdade para outros e logo, havia um monte de anjos andando para lá e para cá cheios de moralismos. Por essa Deus não esperava. Essa possibilidade existia quando ele fez Lúcifer, mas tanto pensamento besta passa pela cabeça de Deus que ele não deu a devida importância.

Com a eternidade afora, Lúcifer ficou com inveja da capacidade de Deus de fazer as coisas surgirem do nada e ele foi até Deus e disse, “Grande Senhor, não é justo que só o Senhor possa pensar e fazer as coisas surgirem do nada, eu também gostaria desse poder.” E Deus lhe disse, “De jeito nenhum, se eu lhe der esse poder, você pode me prender em algum lugar ou fazer algo ruim comigo, e nossa luta será eterna já que teremos poderes iguais e somos ambos indestrutíveis, mas tenho uma solução, vou fazer um lugar para você chamado inferno e lá você terá o poder de fazer o que quiser, que tal? Gostou? Mas se eu for lá, você não terá poder para fazer nada contra mim, combinado?” “Bem, é melhor isso que essa mesmice” pensou Lúcifer. E assim, um outro reino foi criado. E todos que queriam os mesmos direito de Lúcifer o acompanharam. Deus acabou perdendo um terço de seus puxa-sacos, mas tudo bem, Deus aceitou numa boa. Quando ele ficava cansado dos puxa-sacos programados, ele ia ao inferno e tinha um papo cabeça com Lúcifer e os livres.

Imagem

Mas depois de algum tempo, Deus ficou cansando dos anjos e do céu e do inferno e resolveu criar outros seres e daí ele fez a terra e Adão. Como Adão era a sua imagem e semelhança, ele também tinha um pênis, e ficava o dia inteiro se masturbando e depois passou a pegar todos os animais da selva e trepar com eles. E Deus se divertia muito olhando suas peripécias. Mas Adão não achou nenhum dos animais satisfatório. E depois que pensou por algum tempo, Adão falou, “Deus faça uma mulher para mim, uma companheira”. E Deus falou, “O que é isso? Mulher?” E Adão falou, “Quando você fez os animais, você fez casais, cada animal tinha uma companheira, mas comigo você me fez só, eu também quero uma companheira segundo minha espécie para que eu possa trepar com ela, estou cansando de me masturbar.”

Deus não via motivo para isso, já que nunca cansava de masturbar-se, mas resolveu atender ao pedido de Adão. Para ele fazer algo para Adão, Ele precisava tirar um pedaço do mesmo, pois assim seriam da mesma substância e estariam ligados um ao outro. Como esse pensamento surgiu na cabeça de Deus? Ele não sabia, mas como tudo lhe vinha de veneta, do nada, ele ficou pensando, “O que vou tirar de Adão? Já, sei, seu pênis, já que ele terá alguém, não vai mais precisar dele, pera aí, mas não é justo, nas horas vagas ele pode querer usá-lo. Já sei, vou fazer a fêmea igual aos outros animais, vou fazer uma vagina nela para que Adão possa se divertir”.E assim Deus pegou uma costela de Adão e fez uma mulher.

Imagem

E os dois passavam o dia a brincar no mato e a trepar para todo lado e tiveram muitos filhos. E começaram a encher a selva de filhotes para todo lado. Deus se divertia muito com eles. Eles povoaram toda a terra e só pensavam em brincar e em se divertir e em trepar. E Deus se divertia muito. Eles machucavam um ao outro, mas logo, voltavam a brincar, pois não tinham o conceito do bem e do mal e não sentiam dor. Para eles tudo era bom. Eles não sentiam vergonha de nada. Trepavam por toda parte e se reproduziam como coelhos, mas como havia muita fartura não tinha problema algum. Eles não sentiam dor e podiam comer dos frutos da árvore da vida a hora que bem quisessem e assim não morriam jamais.

Eles eram os seres mais felizes e alegres de toda a criação e isso gerou inveja naquele que tinha seu próprio reino: Lúcifer. Ele pensou em criar um homem para si, mas não conseguiu e isso o deixou frustrado e então, ele pensou. “Vou acabar com a brincadeira dos homens e de Deus.”

Aí, ele foi até a terra e pensou, “Como vou acabar com a brincadeira?” e a idéia lhe surgiu. Deus havia proibido os homens de comerem do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, pois Ele sabia que ao fazerem isso se tornariam moralistas e passariam a julgar todo mundo. E passariam a ver defeito em tudo. A ser uns pentelhos iguais aos habitantes do inferno. Deus criou os anjos para serem puxa-sacos, criou o inferno para os livres, ou aqueles que podiam decidir entre o bem e o mal, e criou a terra para que se entregassem aos prazeres e vivessem felizes brincando o tempo todo. Ele não queria que comessem da árvore, pois se um casal comesse, todos os outros ganhariam moralidade ou senso moral e isso seria um saco. Deus não queria seres morais, ele queria tomar todas as decisões e queria que os homens simplesmente se reproduzissem como coelhos e brincassem a vontade, ele gostava de olhar o espetáculo. Isso lhe dava tanto prazer quanto se masturbar. Um adendo, não foi Deus que havia plantado essa árvore, foi na verdade Lúcifer que havia proposto isso e a havia criado. Ele tinha provocado Deus dizendo que se Deus plantasse essa árvore, os homens acabariam por desobedece-lo. Deus podia saber se isso era verdade ou não, mas lembrem-se, Deus só sabe algo quando quer saber. E muitas vezes, como Deus gosta de surpresas, ele prefere não consultar o Espírito Santo, que é o espírito que penetra tudo e todos e permite que todos sintam um ao outro e vejam um ao outro e compartilhem o mesmo mundo e dessa forma, todo conhecimento de Deus vem Dele.

A Segunda Pessoa sabia que Deus não deveria deixar que Lúcifer plantasse essa árvore, pois a árvore traria a morte aos homens se os mesmos adquirissem o senso moral. Pois parte da aposta de Lúcifer era que se os homens comessem dá árvore, eles passariam a sentir dor e a morrer e se isso acontecesse, eles amaldiçoariam Deus. Deus disse a Lúcifer que os homens nunca o amaldiçoariam e se recusou a ouvir a Segunda Pessoa e não quis consultar o Espírito Santo. Ele deixou que Lúcifer plantasse sua árvore e proibiu a Adão e Eva, o primeiro casal, de comer da mesma e a ordem se estendeu a toda sua prole, pois Adão e Eva foram os primeiros de milhões que já se espalhavam pela terra que era toda tropical e bonita de ponta a ponta, sem terremotos, maremotos e onde os animais comiam uns aos outros, mas não tinha problema, pois eles não sentiam dor e não tinham consciência que morriam e os homens tinham vida eterna por causa das árvores da vida que existiam em todo o planeta terra e sempre havia fartura de tudo, pois só nascia a quantidade de pessoas suficientes para consumir o necessário apenas, assim sempre havia equilíbrio ecológico.. Tudo começou com o planeta terra, mas como Deus não tinha o que fazer, ele foi tornando o universo cada vez maior até torná-lo infinito.

Lúcifer viu que Deus estava ganhando a parada, pois os homens realmente não desobedeceram a sua ordem. Eles faziam todo tipo de barbaridade, arrancavam pernas de aranhas e outras traquinagens, pois elas não sofriam e quando morriam não sabiam e nem sentiam nada, e só viviam trepando e reproduzindo e comendo a vontade de tudo que encontravam. E ninguém criticava ninguém, pois não existia moralidade. Ninguém sentia vergonha alguma, ninguém achava ninguém feio ou bonito, casais não existiam, todo mundo era de todo mundo. Quando alguém sentia vontade de trepar com alguém, simplesmente trepava. Homem com homem, mulher com mulher, homem com animais, mulheres com animais, não existia censura. Tudo era permitido, pois não havia moralidade, não havia o sentido do bem e do mal e, portanto ninguém achava nada errado.

Como Lúcifer viu que ninguém iria desobedecer à ordem de Deus, ele ficou observando todos os homens para ver qual seria o mais fácil de ludibriar. E pensou, “ O homem é mais difícil, vou achar uma mulher, porque ela faz a cabeça do homem e se eu conseguir que um casal coma, toda a humanidade vai adquirir o senso moral e começar a criticar um ao outro e com o senso moral, a brincadeira de Deus vai acabar.” E Lúcifer queria fazer tudo isso porque não conseguiu fazer um brinquedo tão divertido quanto o homem, que Deus simplesmente adorava contemplar. Só por inveja!

E daí, ele se aproximou de Eva e lhe convenceu a comer do fruto da árvore do bem e do mal e depois ela convenceu Adão a fazer o mesmo, e a partir daí, já começou a pentelhar Adão sobre o tamanho do seu pênis, que era menor que o de outros homens, o que irritou muito Adão, quase a ponto de fazer-lhe quebrar-lhe a cabeça, e Adão começou a falar que ela tinha o peito pequeno em comparação a outras mulheres da região, o que irritou Eva, e os dois acabaram sentindo uma certa vergonha um do outro e começaram a tentar tapar suas partes intimas, pois o outro via defeitos nas mesmas. E por todo o mundo, os casais começaram a criticar uns aos outros. E Lúcifer se divertia a valer com todo o espetáculo.

Imagem

E os casais começaram a querer exclusividade, pois passaram a achar que eram donos uns dos outros e começaram a brigar por causa das fêmeas e a desordem foi aumentando por toda a terra. Grupos começaram a se formar por causa de características semelhantes e a excluir outros. Raças começaram a se julgar superiores umas as outras. Todo mundo começou a julgar todo mundo e um começou a querer ser melhor que o outro. Tanto estardalhaço e Deus não sabia de nada, pois não estava observando essa parte do universo, somente o Espírito Santo sabe de tudo o tempo todo, Deus sentiu uma inquietação no Espírito Santo e finalmente olhou para a terra e ficou estupefato. Ele foi imediatamente ao paraíso e brigou com Adão e Eva, mas ao mesmo tempo sentiu pena dos mesmos, pois Lúcifer havia estragado tudo, e Ele bem poderia saber disso se ao menos tivesse querido saber e tivesse consultado o Espírito Santo. Agora todos sentiriam dor, a mulher multiplicaria suas dores do parto, e os animais sofreriam antes de morrer, apesar de não saber que morreriam, o que já era uma benção. Agora a terra teria problemas como vulcões e algumas de suas partes seriam estéreis e desertas, e o local onde a desobediência ocorreu, o Oriente Médio, seria para sempre amaldiçoado. Seu solo seria ruim e daria muito trabalho para plantar tudo por lá. E muitos outros problemas ocorreriam. Ainda bem que essas maldiçoes não se estenderiam por toda a terra, por isso Deus resolveu dar especial atenção ao povo que havia participado diretamente da desobediência, o povo hebreu. Os outros povos, não sabiam o que havia ocorrido diretamente e somente haviam desenvolvido o senso moral e haviam se tornado mortais. Mas a maior parte da maldição recairia sobre o Oriente Médio.

segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Belíssimo poema de Ernesto Cardenal, Poeta Nicaraguense.

"Ao perder a ti, tu e eu perdemos.
Eu porque tu eras o que eu mais amava
E tu, porque eu era o que te amava mais.
Contudo, de nós dois, tu perdestes mais do que eu.
Porque eu poderei amar a outra como amava a ti,
Mas a ti não te amarão como te amava eu."

Excluindo senha de administrador (win2000 e XP).

Bom, eu já tenho esse programa há algum tempo, e já me ajudou bastante...
Ele funciona da seguinte maneira:

Vc descompacta ele e ele tem um "install.bat" que vai gerar um disquete de boot com uma imagem em linux.
Assim que vc der o boot no computador com esse disquete, ele vai carregar esse sistema operacional e através
de menus (em inglês), ele vai perguntando aonde que é o diretório onde se encontra as senhas locais do computador.

Esse menu, já dá uma resposta como default... Se vc der enter, ele vai seguindo até onde está a senha de administrador.

( Ele dá a opção de zerar senhas de usuários locais, porém eu nunca testei. )

Assim que chegar na opção de escolha de usuário, ele vai estar como default [administrator] e vc dá o enter,
logo em seguida, vc coloca o caractere * e pronto.
Depois o menu vai voltar, e vc tem que escolher a opção salvar...

É bom saber um pouquinho de inglês básico para não se perder na hora de salvar as alterações feitas.

Após feito isso, reinicie o computador, e normalmente, ele faz uma verificação de disco.

Quando pedir para inserir o usuário e a senha, é só vc escrever administrador ( ou administrator se for em inglês)
e deixe o espaço com a senha em branco, não digite nada, e dê enter...
Prontinho, vc é o administrador da máquina!!!

Bom, como sou novo, eu tentei colocar o programa nas recomendações do fórum.

O link é do Rapid Share e o programa é pequenininho, tem só 1 MB.

http://rapidshare.com/files/57923382/Zera_senha_Win2K_e_Xp__www.lkmtheblog.com_.zip.html

A Morte.

Definição

Morte é o cessar da vida, seja ela física, moral, intelectual.

Em algumas religiões a morte é considerada como uma salvação, como um marco que será relembrado por todos e até pelo Deus em questão. Mas ainda há quem diga que a morte é a passagem da vida na Terra para a vida no Céu (lugar onde se encontra muita neblina, e pouca visibilidade, tendo em vista que os anjos sempre gostam de fumar um baseado antes dos jogos de pokêr com Jesus, todos os dias, motivo pelo qual existam tantas nuvens em seu território). Mas também acredita-se que a morte é apenas um cortador de cana, solitário, que ainda não encontrou amigos para conviver, e fica andando com roupas pretas e uma foice (seu objeto de estimação) para tentar chamar a atenção de EMO's que gostam de seu jeito de viver.

Morte física

É a mais desconhecida, porque as pessoas que morreram não retornaram para contar a sensação. Geralmente se divide em três tipos: morte matada, morte morrida e suicídios.

Morte Matada é quando uma pessoa morre pelas mãos de outra pessoa, animal ou objeto que possa levar uma pessoa a ficar confinada numa caixa a sete palmos.

Morte Morrida é quando a pessoa morre devido a ação de seu próprio corpo, como doença ou velhice.

Suicídio é quando uma pessoa se leva a uma situação de morte, como entrar com a camisa do Vasco no meio da torcida do Flamengo ou quando se tenta enfrentar um blindado da polícia militar sozinho. Obs.: Chuck Norris e Jack Bauer conseguem tais feitos.

Morte moral

É a mais conhecida, pois leva o sujeito a uma situação vexatória imensa que certamente levará a uma morte física. Em algumas culturas comer a vizinha gorda é um exemplo.

Morte híbrida

É a que a morte física ocorre antes da moral. É o caso da impotência sexual masculina, no qual o órgão não dá mais sinal de vida, levando ao vexame no ato de copular com a vizinha gostosa. Há um único caso em que ela é aceita, que é quando se come a vizinha gorda.

Também pode ser quando uma pessoa é atropelada por um carro a água.

Motivos Pelos Quais Morremos

1-A fala da Morte é "Oi!". 100% das pessoas em todo o mundo que ouvem a palavra "Oi" em qualquer idioma que seja, acaba morrendo por razão desconhecida.

2-O alimento da morte é pão. 100% das pessoas que comem pão pelo menos uma vez na vida acabam morrendo.

3-A bebida da morte é leite. 100% das pessoas que bebem leite pelo menos uma vez na vida acabam morrendo.

4-O nascimento é o início da morte. 100% das pessoas que nascem acabam morrendo.

5-Estar dentro da atmosfera no planeta terra causa morte. Não há registro de nenhum ser vivo que tenha entrado na atmosfera terrestre e não tenha morrido.

6-Água é bebida da morte. Todas as pessoas que bebem água um dia morrem.

7-100% das pessoas que praticam ginástica acabam morrendo.100% das pessoas que não praticam ginástica também acabam morrendo.

domingo, 23 de setembro de 2007

Aprenda as diferenças entre DVDRip, DVDScr, TS, TC, CAM e ETC...

CAM
O CAM é um "rip" feito no cinema, normalmente com uma câmera digital. Às vezes é usado um tripé, mas na maioria das vezes isso não é possível, deixando a filmagem tremida. Devido aos lugares disponíveis no cinema também não serem sempre no centro, pode ser filmado com ângulos diferentes. Se cortado (cropped) adequadamente, é difícil diferenciar, a não ser que tenha legendas na tela, mas muitas vezes os CAM são deixados com bordas pretas na parte de cima e de baixo da tela. O som é gravado com o microfone embutido da câmera e, especialmente em comédias, risadas são ouvidas durante o filme. Devido a esses fatores, a qualidade de som e imagem costumam ser muito ruins, mas as vezes, com sorte, o cinema está quase vazio e apenas baixos ruídos serão ouvidos.

TELESYNC (TS)
Um telesync tem as mesmas características de um CAM, só que usa uma fonte externa de áudio (normalmente um fone de ouvido na poltrona para pessoas que não ouvem bem). Uma fonte de áudio direto não garante uma boa qualidade de áudio, pois muitos barulhos podem interferir. Muitas vezes um telesync é filmado em um cinema vazio ou da cabine de projeção com uma câmera profissional, gerando uma melhor qualidade de imagem. A qualidade varia muito, por isso veja um sample (amostra) antes de baixar o filme por completo. A maior parte dos Telesyncs são CAMs que foram rotuladas de forma errada.

TELECINE (TC)
Uma máquina de telecine copia o filme digitalmente dos rolos. O som e a imagem costumam ser muito bons, mas devido ao equipamento e custos envolvidos, os telecine são muito raros. Geralmente o filme estará com o aspect ratio (proporção) correto, apesar de existirem telecine de 4:3 (tela cheia). TC não deve ser confundido com TimeCode , que é um contador visível e fixo durante todo o filme.

SCREENER (SCR)
Uma fita VHS prévia, enviada para locadoras e vários outros lugares, para uso promocional. Um screener é fornecido de uma fita VHS e normalmente em 4:3 (tela cheia), apesar de alguns screener com faixas pretas já terem sido lançados. A maior desvantagem é um “ticker” (uma mensagem que aparece na parte de baixo da tela com os direitos autorais e um telefone anti-pirataria). Além de que, se a fita tiver algum número de série, ou qualquer outra marca que possa denunciar a origem da fita, esses terão de ser escondidos, normalmente com uma faixa preta em cima. Isso costuma durar apenas uns segundos, mas infelizmente, em alguma cópias, dura o filme inteiro e alguns podem ser bem grandes. Dependendo do equipamento usado, a qualidade do screener pode variar de excelente se for feita de uma cópia MASTER, até muito ruim se for feita em um equipamento velho com uma cópia ruim da fita. A maioria dos screener são passados pra VCD, mas já houveram tentativas em SVCD.
Screener, geralmente, também indica qualquer um dos tipos acima. (qualidade mais baixa)

DVD-SCREENER (DVDscr)
Mesmas condições do screener, mas com uma fonte de DVD. Normalmente com letterbox (faixas pretas), mas sem os extras que o DVD final (de venda e/ou aluguel) possa ter. O ticker não costuma ficar nas faixas pretas, e pode atrapalhar a visão. Se o “ripador” tiver o mínimo de conhecimento, um DVDscr deve sair muito bom. Normalmente passado pra SVCD ou DivX/XviD.

DVDRip
Uma cópia do lançamento final do DVD. Se possível, é lançado na internet antes mesmo do DVD de venda e/ou aluguel ser lançado. A qualidade deve ser excelente. DVDrips são lançados em SVCD e DivX/XviD.

VHSRip
Feitos de VHS de venda e/ou aluguel, sendo a sua maioria os lançamentos de filmes de esportes e de XXX.

TVRip
Episódios de TV que são de redes (capturados usando cabos digitais/satélite) ou de “PRE-AIR”, que usam as fontes de satélites que mandam o programa pelas redes com alguns dias de antecedências.

PDTV/HDTV
Os PDTV são capturados de uma TV com cartão PCI DIGITAL, normalmente gerando os melhores resultados. Muitas vezes vemos o rip rotulado como HDTV também, mas as diferenças entre esses dois termos são apenas técnicas. Os grupos costumam lançar em SVCD, apesar de rips em VCD/SVCD/DivX/XviD serem aceitos nos rips de TV.

WORKPRINT (WP)
Um workprint é uma cópia do filme que ainda não foi finalizado. Pode conter cenas faltando, música, e a qualidade pode variar de excelente a muito ruim. Alguns WPs são diferentes da versão final (Homens de Preto está faltando todos os aliens e tem figurantes em seus lugares) e alguns tem cenas extras (Jay and Silent Bob). WPs podem ser boas aquisições para a coleção uma vez que já tenha em mãos a versão final.

DivX Reenc
Um DivX re-enc é um filme que foi retirado do VCD e reencodado num pequeno arquivo DivX. Normalmente são encontrados nos compartilhadores, e são renomeados como Filme.Nome.Grupo(1of2). Grupos famosos são SMR e TMD. Esse formato não vale o download, a menos que você esteja incerto sobre um filme e quer apenas uma versão de 300MB.

Watermarks
Muitos filmes vem de Asian Silvers/PDVD (veja abaixo) e esses são marcados pelo pessoal responsável. Usualmente com uma inicial ou um pequeno logo, geralmente num dos cantos. Os mais famosos são as marcas d'água "Z" "A" e "Globe".

Asian Silvers / PDVD
São produzidos por contrabandistas e são comprados por alguns grupos que vendem como se fossem deles. Silvers são baratos e facilmente encontrados em muitos países, e é fácil sair um release, e é o motivo de ter tantos por aí no momento, principalmente de grupos pequenos que não duram mais que alguns lançamentos. PDVDs são a mesma coisa, mas postos num DVD. Eles têm legendas à parte, e a qualidade usualmente é melhor que os silvers. São ripados como um DVD normal, mas são lançados como VCD normalmente.

SVCD
SVCD é baseado em MPEG-2 (como no DVD), que permite maiores taxas de variáveis até 2500kbits em uma definição de 480x480 (NTSC), que descomprimida em uma relação de aspecto de 4:3. Devido ao bit-rate variável, o comprimento que você pode ocupar em um único CDR não é fixo, geralmente entre 35-60 min.

VCD
É um formato baseado em MPEG-1, com um bit-rate constante de 1150kbit em uma definição de 352x240 (NTSC). VCD's são usados geralmente para obter de uma qualidade mais baixa com o objetivo de tamanhos menores. VCD's e SVCD's são cronometrados nos minutos e não em MB, assim que ao olhar um, parecer maior do que a capacidade de disco e na realidade pode cabe 74min em um CDR74.

XVCD / XSVCD
Estes são basicamente VCD/SVCD melhorados. São ambos capazes de definições e de melhores taxas, muito, mas elevadas. Muito difícil de se encontrar.

KVCD e KSVCD
KVCD é uma modificação ao padrão MPEG-1 e MPEG-2. Habilita criar CDs de 120 minutos com qualidade perto do DVD em CDs de 80 minutos. Porém já existe especificações que geram vídeos de 528x480 (NTSC) e 528x576 (PAL) e MPEG-1 com bitrate variável entre 64Kbps e 3000Kbps. Usando uma resolução 352x240 (NTSC) ou 352x288 (PAL), é possível "encodar" vídeos com até 360 minutos com qualidade perto de um VCD num CD de 80 min.

KDVD
Formato de arquivo 100% compatível com MPEG_2, capaz de rodar em qualquer DVD Player Standard. Esta tecnologia habilita 6 horas de filme em Full D-1 720x480 num DVD, ou algo em torno de 10 horas em Half D-1 352x480 no meso DVD.

AVI
Audio Video Interleave. Formato de vídeo mais usado em PCs com o Windows. Ele define como o vídeo e o áudio estão juntos um ao outro, sem especificar um codec.

MPEG
É a abreviação de Motion Picture Expert Group e é a fonte de pesquisa para formatos de vídeo em geral. Este grupo define padrões em vídeo digital, estão entre eles o padrão MPEG1 (usado nos VCDs), o padrão MPEG2 (usado em DVDs e SVCDS), o padrão MPEG4 e vários padrões de áudio - entre eles MP3 e AAC. Arquivos contendo vídeo MPEG-1 ou MPEG-2 podem usar tanto .mpg quanto .mpeg na extensão.

OGM
Pode ser usado à uma alternativa ao .avi e pode conter Ogg Vorbis, MP3 e AC3 áudio, todos os formatos de vídeo, informação por capítulos e legendas.

VBR
Bitrate Variável. É possível "encodar" áudio e vídeo com bitrate variável, o que não usa o mesmo bitrate para o arquivo inteiro (como no CBR = Bitrate Constante). Partes mais complicadas do vídeo/áudio vão receber mais bitrate para que a aparência/sonoridade seja melhor, e assim como partes menos complicadas irão receber menos bitrate. Geralmente arquivos com VBR são melhores que outros que contém CBR.

Bitrate
Bitrate está diretamente ligado à nitidez (qualidade) do filme/música. Quer dizer que em formatos de compressão de áudio e vídeo como MPEG3 e MPEG4, quanto maior for o bitrate mais vezes por segundo o som ou filme original estará sendo reproduzido. O bitrate pode variar, sendo que taxas mais altas de bitrate criam som/vídeo de melhor qualidade.

Aspect Ratio Tags
WS - Widescreen (letterbox)
FS - Fullscreen

Codec
É a abreviação de COder/DECoder ou codificador/decodificador. Equipamento ou programa que converte os sinais analógicos de som, voz e vídeo em sinais digitais e vice-versa. São exemplos de codecs: DivX, XviD (video) e MP3/AC3 (som).

DivX / XviD
Dois codecs de última geração sendo o DivX mais antigo. Estão baseados no formato de compressco MPEG-4, compressão de vídeo de alta qualidade. Alguns chamam o MPEG-4 de "MP3 do vídeo". Com os arquivos em DivX você poderá assistir os filmes com qualidade de DVD som de CD, no seu PC. XVid já possui uma tecnologia melhor que o DivX, portanto necessita de PCs mais potentes para rodar. XViD é melhor que o DivX.

NTSC / PAL
NTSC e o PAL são os dois padrões principais usados através do mundo. NTSC tem um frame mais elevado do que o PAL (29fps comparado a 25fps), mas o PAL tem um definião de melhor qualidade. Os dois tipos de padrões podem ter variações, sendo que no Brasil usa-se o padrão PAL-M e nos EUA o NTSC, para TVs, vídeos-cassete, DVDs.

AC3
Codec de áudio conhecido como Audio Coding 3, é melhor que o Mp3 e é sinônimo para o Dolby Digital hoje em dia. Utilizado em alguns filmes com mais de 2 CDs, devido ao seu tamanho maior.

AAC
Advanced Audio Coding, será o sucessor do AC3. É baseado no AC3, mas acrescenta uma variedade de melhorias em diversas áreas. Atualmente é difícil encontrar um player ou hardware que suportem esse novo formato de áudio.

BIN / CUE
Bin e Cue são dois arquivos pertencentes à uma imagem de CD-R/RW ou DVD. Alguns releases de SVCD E VCD são lançados nas imagens dos próprios CDs. Para abri-lo você pode usar tanto o Daemons tools (note que não nescessita da Cue para fazê-lo se você alterar para mostrar todos os arquivos, ele abrirá o BIN) ou queimá-lo com o Nero ou CDRWin. Aconselha-se o CDRWin, por ser o programa que cria esse tipo de imagem.


Expressões encontradas:

PROPER
Devido aos critérios, quem lançar o primeiro Telesync ganhou a corrida (por exemplo!). Mas se a qualidade desse release for ruim, devido alguns problemas na imagem ou som, e outro grupo tem outro telesync (ou a mesma fonte, mas em melhor qualidade) então a expressão PROPER é adicionada para evitar equívocos. PROPER é a expressão mais subjetiva encontrada, e as pessoas geralmente pergutam se o PROPER é melhor que a versão original. Muitos grupos lançam o PROPER em atos de desespero, para não perder a corrida. Um motivo para o PROPER deve ser sempre incluso no .NFO.

UNRATED
Versão sem cortes.(Normalmente os vídeos são editados para conseguir um classificação etária mais ampla nos cinemas, já em DVD são lançados completos)

LIMITED
Um filme limited significa que ele tem um número de exposições em cinemas limitados, normalmente estreando em menos de 250 cinemas. Geralmente filmes pequenos (como filmes de arte) são lançados nesse estilo.

INTERNAL
Um release interno é feito por vários motivos. Grupos clássicos de DVD fazem muito isso, visto que eles não serão trapaceados. Também rips de má qualidade são feitos nesse estilo, para não baixar a reputação do grupo, ou devido ao grande número já existente do filme. Um lançamento interno é disponibilizado normalmente em sites afiliados ao grupo, mas eles não podem ser trocados com outros sites sem a devida permissão. Alguns INTERNALs ainda correm pelo IRC/Newsgroup, dependendo da popularidade. Há alguns anos, o grupo Centropy começou a lançar releases internos, mas num sentido diferente do INTERNAL, isto é, lançava somente para membros do grupo e não o disponibilizavam.

STV
Straight To Video. Filmes ripados de DVD que nunca foram para o cinema, caíram direto para as locadoras e TVs.

REPACK/RERIP
Se um grupo lança um rip ruim, eles irão re-lançá-lo, o qual virá com os problemas corrigidos.

sábado, 22 de setembro de 2007

Porção de au-au.

Se você for visitar a Coréia do Norte, não se esqueça de passar em alguns de seus restaurantes e provar a deliciosa porção de cachorro. É uma delícia!

Estes meus 3 whippets...

Sabia que apesar de ter 42 dentes (o homem tem 32) o cão praticamente não mastiga, usando seus dentes para morder, rasgar e como armas de ataque e defesa?

Joãozinho e o Padre

Preocupada com a quantidade de palavrões que o Joãozinho dizia, a mãe deledecidiu pedir ajuda ao padre da paróquia.
O padre deu o seguinte conselho:

-Leve este caderno e anote cada vez que seu filho disser um palavrão.

No final do mês, desconte dez centavos por palavra da mesada do menino e osdoe à igreja".
No final do mês, o padre foi visitar a família e a primeira coisa que fezfoi chamar o Joãozinho e conferir o caderno. Contou os palavrões e disse:

-Meu filho, você proferiu 99 palavrões esse mês! Isso é terrível! Sua mãedescontará R$9,90 da sua mesada".
-Vamos acertar logo isso", disse o menino.
Sem esconder a irritação, Joãozinho tirou uma nota de R$10,00 do bolso eentregou ao padre.

-Mas eu não tenho R$0,10 de troco".
-Então o senhor vai tomar no CÚ e fica tudo certo".

A semelhansa

Qual é a semelhansa entre um japonês e 99 reais?



R:Os dois são quase "sem pau"

sexta-feira, 21 de setembro de 2007

Alimentação alternativa.

Comer muito não significa comer bem. O equilíbrio é fundamental para a manutenção da boa saúde, pois tanto o excesso como a falta de determinados alimentos nas refeições diárias, podem causar doenças. O ideal é, portanto, uma alimentação sadia e variada em quantidade e qualidade adequadas.

A Alimentação Alternativa de mãos dadas com a Natureza vem ao encontro das nossas necessidades, nos ensinando a aproveitar melhor e enriquecer os nossos alimentos.

Desta forma a Alimentação Alternativa é uma alimentação de baixo custo e alto valor nutritivo.

PÓ DA FOLHA DE MACAXEIRA

É um alimento rico em vitamina A e Ferro.

Lavar e secar as folhas à sombra ou no forno, até ficar bem seca. Moer ou pilar até virar pó. Guardar em vidro limpo e seco. Usar este pó em todas as comidas. Somente colocar uma pitada no prato.

PÓ DA CASCA DO OVO

É um alimento rico em cálcio.

Lavar bem as cascas, ferver por 5 minutos a contar do momento que a água começar a ferver, ou por para secar no forno. Socar no pilão ou liqüidificador, até virar pó. Peneirar e guardar em vidro limpo e seco.

Manter bem fechado. Usar este pó em toda comida da criança e gestante. Somente uma pitada no prato.

FARELOS

São ricos em fibras, ferro, magnésio, manganês, zinco, enxofre, fósforo e vitaminas B1, B2, Niacina, etc.

Passar o farelo na peneira, não muito fina. Convém torrar para ser usado em preparações que não vão ao fogo ou no forno. Usar o farelo em todos os alimentos doces ou salgados.

MULTIMISTURA

Para se ter saúde e combater a desnutrição devemos utilizar a multimistura como princípio básico da nutrição.

Significa que a qualidade é dada pela variedade.

CAMARÃO

As cabeças e cascas do camarão podem ser secas ao sol, pilados e peneirados. Melhoram o sabor e enriquecem o refogado de folhas, vatapá, sopas e farofas.

Contém bastante cálcio. A cabeça de peixe também pode ser seca ao sol, e usada para enriquecer o feijão, a sopa, o caldo de fazer pirão, etc.

OS SUCOS

SUCO DE COUVE E LIMÃO

* 3 limões bem lavados (com casca);
* 2 folhas de couve bem lavadas;
* 1 litro de água;
* açúcar.

Colocar no liqüidificador todos os ingredientes. Servir com gelo. Pode-se acrescentar ou substituir o limão por caju, abacaxi ou sua casca, laranja, etc.

SUCO DA CASCA DA LIMA

Lavar bem as limas e tirar as cascas, levar ao liqüidificador e bater com água gelada, açúcar à gosto. Servir na hora.

SUCO DA CASCA DO ABACAXI

Lavar bem as cascas do abacaxi, colocar para ferver uns dez minutos com água gelada, colocar um pedaço de mangarataia, açúcar à gosto, passar na peneira e servir gelado.

OS DOCES

DOCE DE MELÂNCIA EM PEDAÇOS

* 01 kg de melancia(parte branca);
* 01 kg de açúcar;
* 1 litro de água.

Corte em quadradinhos a parte branca da melancia (entrecasca). Colocar para cozinhar. Depois escorrer e reservar. Fazer a calda (não muito grossa). Quando estiver quase no ponto, acrescentar os pedaços de melância. Mexer bem até dar o ponto, não muito grossa. Se quiser realçar o sabor acrescentar cravinho, canela, erva-doce, castanha ou coco.

DOCE DA CASCA DO MARACUJÁ

Colocar as cascas de maracujá para ferver até amolecer. Lavar bem e tirar a película amarela, lavar novamente bem e deixar escorrer. Fazer uma calda e colocar a polpa até ficar no ponto de doce. Acrescentar cravinho, canela, erva-doce ou coco ralado.

BOLOS

BOLO DE JERIMUM

* 02 xícaras de açúcar;
* 02 xícaras de trigo;
* 01 colher de fermento;
* ½ colher de sal;
* 04 ovos;
* 01 xícara de óleo mais 3 colheres;
* ¾ xícara de farelo;
* 03 xícaras de jerimum ralado.

Juntar todos os ingredientes, misturar bem, colocar em forma untada e levar ao forno para assar.

BOLO MULTIMISTURA

* 02 xícaras de açúcar;
* 01 xícara de óleo;
* 01 xícara de água;
* 03 ovos;
* 1 pitada de sal;
* 01 xícara de farelo;
* 01 xícara de fubá;
* 02 xícaras de trigo;
* 01 colher de fermento.

Bater no liqüidificador o açúcar e o óleo por dois minutos. Misturar a água, o sal e os ovos e acrescentar ao liqüidificador. Misturar à parte: o trigo, o fubá, o farelo e o fermento, juntar tudo e colocar em forma untada para assar.

BOLO DE LARANJA COM CASCA

* 01 laranja com casca;
* 01 xícara de óleo;
* 04 ovos;
* 02 xícaras de trigo;
* 01 colher de sopa cheia de fermento.

Bater no liqüidificador a laranja em pedaços (sem as sementes e sem a parte fibrosa interna), os ovos e o óleo. Despejar numa tigela e acrescentar o açúcar, a farinha e o fermento. Assar em forma untada. Depois de assado cobrir ainda quente com um copo de suco de laranja adoçado.

BOLO DE CASCA DE ABACAXI

* 02 xícaras de açúcar;
* 02 xícaras de caldo de casca de abacaxi;
* 02 ovos;
* 02 xícaras de trigo;
* 01 colher de sopa de fermento.

PUDIM DE CASCA DE GOIABA

* 01 copo de suco de casca de goiaba;
* 01 copo de água;
* 02 colheres de sopa bem cheias de maizena;
* 02 colheres de sopa bem cheias de açúcar.

Dissolver a maizena, junte os demais ingredientes e misture bem. Leve ao fogo mexendo sempre até engrossar. Despeje em forma previamente umedecida e leve à geladeira.

SALGADOS

FAROFA COM CASCA DE BANANA

* Retirar as cascas de 03 bananas bem maduras;
* ½ copo de farelo;
* ½ copo de fubá;
* farinha de mandioca, óleo, pimenta do reino, sal, verduras cortadas em cubos.

Cortar as cascas em cubinhos, refogar com óleo, colocar farinha, sal, pimenta, alho, farelo e por último as verduras.

FAROFA MULTIMISTURA

* 02 xícaras de açúcar;
* ½ copo de óleo;
* ½ copo de farinha de mandioca;
* 1 copo de folhas diversas refogadas;
* 01 cebola média picada;
* 01 pitada de pó de casca de ovo;
* ½ copo de fubá torrado ou pré-cozido;
* 01 copo de farelo de trigo;
* 01 pitada de pimenta do reino;
* 01 copo de farelo de trigo;
* tempero à vontade.

Refogue a cebola em um pouco de óleo e acrescente a pimenta do reino, o farelo, a farinha de mandioca, o fubá, as verduras refogadas, o restante do óleo, o sal com alho e no final cheiro verde e pó de mandioca.

ARROZ COM FARELO

* ½ kg de arroz;
* ¼ kg de farelo;
* 02 colheres de óleo;
* ½ colher de sal;
* pimenta do reino, alho à gosto e água quente.

Lavar o arroz, escorrer, colocar os temperos na panela com óleo e fritar bem. Colocar água quente e tampar, deixar em fogo baixo. Quando estiver com vários furinhos já está pronto.

PAÇOCA DE SEMENTES TORRADAS

Castanha, gergelim. Amendoim, jerimum, castanha de caju, farinha, leite em pó, farelo, pó da casca do ovo, pó da casca da macaxeira, açúcar. Torrar as sementes e moer.

MINGAU DE BANANA VERDE

Descasque as bananas bem verdes. Passe-as no liqüidificador com 2 ou 3 copos d’água (rale-as antes ou raspe com colher). Deixe ferver bem. Acrescente leite, açúcar, 1 colher de farelo e 1 pitada de sal.

ARROZ ENRIQUECIDO

* 01 copo de arroz;
* 02 colheres de sopa rasas de farelo;
* óleo suficiente;
* talos de couve ou casca de abóbora refogados;
* 01 pitada de pó de mandioca.

Refogar o arroz junto com o farelo, colocar o tempero. Acrescentar água fervendo o suficiente para cozinhar o arroz. Refogar os talos de couve à parte (picados) e misturar ao arroz já cozido.

TUTU DE FEIJÃO

02 Copos de feijão cozido. Bater no liqüidificador ou amassar. Refogar com óleo e tempero de alho e sal. Engrossar com farelo e acrescentar cheiro verde.

FEIJÃO TROPEIRO

* 03 xícaras de feijão cozido (mas não mole);
* 01 xícara de lingüiça frita;
* 01 colher de chá de pó de folha de mandioca;
* 02 ovos mexidos;
* 1 xícara de multimistura de folhas refogadas;
* ½ xícara de farinha de mandioca;
* ½ xícara de farinha de mandioca;
* ½ xícara de fubá torrado;
* ½ xícara de farelo de trigo torrado;
* cheiro verde picado.

Fazer um refogado de cebola, tomate e feijão. Acrescentar todos os ingredientes. Servir quente.

REFOGADO DA ENTRECASCA DA MACAXEIRA

Retirar a película marrom que envolve a macaxeira, usar a entrecasca branca ou roxa. Lavar bem e cozinhar até ficar amolecida, retirar do fogo, lavar bastante, cortar em pedaços miúdos e fazer um refogado com todos os temperos.

RECEITA BÁSICA DE PAÇOCA SALGADA

* 01 copo de carne assada ou charque ou lingüiça frita e moída;
* ½ copo de óleo;
* 01 cebola picada;
* ½ copo de rapadura ralada(opcional);
* 1 pitada de sal;
* 01 copo de farinha de mandioca;
* ½ copo de fubá torrado;
* 1 colher de chá de pó de folhas;
* pimenta do reino.

Misturar todos os ingredientes muito bem.

MAIONESE DE FRANGO OU PEIXE

* ½ kg de mamão verde descascado e picados em cubos (cozido);
* ½ kg de abóbora descascada e picada em cubos;
* 01 colher de sopa de farelo torrado;
* 01 xícara de frango desfiado ou sardinha;
* 01 pires de cheiro verde picado;
* 01 pires de talos de taioba ou couve refogado.

Cozinhar a abóbora até o ponto de cenoura cozida. Apagar o fogo e escorrer. Misturar todos os ingredientes frios.

FERMENTO CASEIRO PARA PÃO

* 02 batatas portuguesas;
* 02 colheres de açúcar;
* 01 colher de sal;
* 01 vidro de nescafé vazio;
* água o suficiente.

Ralar as batatas, colocar o açúcar, o sal e colocar água até formar uma pasta que possa ser esfarelada, acrescentar os farelos do fermento em tabuleiro e deixar secar em lugar ventilado, depois de seco guardar em vidro.

PÃO COMUM

* 01 xícara de água morna;
* 01 xícara de água fria;
* 01 kg de trigo;
* ½ colher de sal;
* 04 colheres de açúcar;
* ½ xícara de óleo ou margarina;
* 04 colheres de fermento para pão;
* 03 ovos.

Colocar todos os ingredientes no liqüidificador, com exceção do trigo. Liquidificar por dois minutos, colocar numa bacia e adicionar o trigo até desprender da mão; deixar em repouso por meia hora, sovar e colocar na forma, esperar meia hora e levar ao forno quente. Assa rápido.

PÃO INTEGRAL

* 02 xícaras de água morna;
* 01 kg de trigo;
* 01 colher de sal;
* 01 pires de farelo;
* 04 colheres de açúcar;
* 04 colheres de óleo;
* 01 tablete de fermento para pão.

Bater bem os ingredientes antes de colocar o trigo e o farelo. Sovar bem a massa e deixar de repouso até dobrar, amassar novamente e colocar na forma, deixar crescer até cobrir o tabuleiro, levar ao forno quente.

PÃO DE BANANA/JAMBO/MANGA

* 03 bananas maduras;
* 02 ovos batidos;
* 03 colheres de óleo;
* ¾ de farelo;
* Peneirar juntos:
o ¾ xícara de açúcar;
o 1 ¼ xícara de trigo;
o ½ colher de fermento Royal;
o ½ colher de sal.

Misturar as duas massas, adicionar castanha ou coco ralado, mexer. Colocar na forma e levar ao forno quente por uma hora.

DIGA NÃO AO DESPERDÍCIO

* BATATA: as cascas da batata, depois de bem lavadas podem ser fritas em óleo quente e servidas como aperitivo.
* BATATA DOCE: Utilize as folhas da batata doce no preparo de farofas, refogados e batidas em sucos.
* ABÓBORA: Suas sementes podem ser utilizadas para fazer paçoca e tira-gosto.
* MAÇÃ: Sua casca pode ser utilizada no preparo de sucos e chás.
* ABACAXI: Sua casca aproveita-se para sucos.

A IMPORTÂNCIA DAS VITAMINAS

* A (RETINOL): tem ação sobre os dentes, unhas, cabelos, pele e defesa do organismo. É anti-infecciosa.
* B1 (TIAMINA): é essencial na produção de energia e funcionamento do sistema nervoso.
* B2 (RIBOFLAVINA): regula a produção de energia e construção dos tecidos.
* NIA (NIACINA) ou (B5): importante para manter a saúde da pele, nervos e aparelho digestivo.

MINERAIS

* C (ÁCIDO ASCÓRBICO): importante para evitar infecções, dar resistência aos vasos sangüíneos, evitar a fragilidade dos ossos e a má formação dos dentes, combate hemorragia. É importante lembra que durante a gravidez a carência de Cálcio afeta a mãe e a criança.
* Fe (Ferro): muito importante para a formação do sangue. A cerência do ferro acarreta a anemia férrica, onde os glóbulos vermelhos apresentam-se descorados e diminuidos de tamanho.

IMPORTANTE SABER

* FIBRAS: são substâncias não digeríveis e que auxiliam no bom funcionamento intestinal e na elinação de substâncias tóxicas do organismo.
* ÁGUA: é indispensável à vida, deve ser limpa, livre de impurezas, deve ser filtrada ou fervida.
* PROTEÍNAS (PROTÍDIOS): são as principais substâncias construtoras do nosso organismo. São elementos formativos essenciais de células, hotmônios e enzimas. Tanto o desenvolvimento físico como o mental podem ser afetados pela carência de proteínas.
* CALORIAS: é a unidade padrão para medir a energia proporcionada pelos alimentos. O corpo gasta energia para manter as atividades básicas e vitais (pulmonar e cardiáca) e outras como andar e trabalhar. Essa energia é fornecida por três nutrientes:
o proteínas (1 grama = 4 calorias)
o gordura (1 grama = 9 calorias)
o carboidratos (1 grama = 4 calorias)

Assim, se você consome mais calorias do que gasta, a energia fica acumulada no corpo. Resultado: você engorda. Se você gasta a mesma quantidade calórica que consome, seu peso fica mantido. E se você gasta mais calorias do que ingere, você emagrece.

O EQUILÍBRIO ALIMENTAR É FUNDAMENTAL

Comer muito não significa comer bem. É preciso comer de tudo um pouco, para manter nosso organismo sadio e equilibrado.

quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Cachorro auto limpante.


terça-feira, 18 de setembro de 2007

Vida Sobre Rodas.


domingo, 16 de setembro de 2007

10 truques para enganar o corpo.

1. Vontade de fazer xixi? Pense em sacanagem!
Pensar em sexo mantém o cérebro ocupado, por isso o desconforto parecerá menor. Temos dois impulsos da urina. Quando a bexiga expande, gera um estímulo de urinar, chamado primeiro estímulo, que é suprimível. Agora há um segundo, que é quando a bexiga está com seu volume máximo suportável. Se for esse o caso, aí não adianta pensar em nada.

2. Previna a miopia
Segundo a oftalmologista norte-americana Anne Barber, a miopia raramente é resultado da genética. A principal causa é forçar a visão: ficar muito tempo em frente ao computador ou à televisão, por exemplo. Para evitar isso, de tantas em tantas horas durante o dia, feche seus olhos, contraia seu corpo, respire profundamente, e após alguns segundos expire e solte os músculos ao mesmo tempo. Apertar e soltar os músculos, como bíceps e glúteos, pode fazer com que outros músculos, como os dos olhos, relaxem também.

3. Apague o fogo com as mãos!
Quando queimar o dedo acidentalmente no fogão, limpe a pele e exerça uma leve pressão com a ponta de outro dedo. O gelo iria aliviar a dor mais rapidamente, mas, como o método natural faz com que a pele volte à temperatura normal, há menos chances de formar bolhas.

4. Se a garganta arranhar, coce a orelha
Quando os nervos da orelha são estimulados, isso cria um reflexo na garganta, que causa um espasmo muscular. Esse espasmo alivia a coceira da garganta. Mas esse alívio varia de indivíduo para indivíduo e também depende do tipo de coceira. Por exemplo, o pigarrear do fumante é resultante da tentativa do organismo em manter a fisiologia da traquéia adequada, produzindo muco excessivo. Isso gera irritação, coceira e tosse. Essa coceira não irá melhorar nem esfregando a orelha com palha de aço.

5. Medo de agulha? Tussa!
Cientistas alemães descobriram que tossir durante a aplicação de injeção pode diminuir a dor provocada pela agulha. De acordo com os pesquisadores, isso causa um aumento repentino e temporário na pressão exercida no peito e no canal da espinha, inibindo as estruturas condutoras da sensação de dor na medula espinhal. Mas essa inibição é muito rápida, só vale no momento da picada. Há vários tipos de injeção. Por exemplo, a intramuscular, que gera muita dor, e a intradérmica, que gera só a dor da picada na pele. Somente esta última pode ser suprimida por outro estímulo.

6. Para combater a azia, mude de lado
Estudos mostram que pacientes que dormem virados para o lado esquerdo têm menos chances de sofrer de refluxo estomacal. O estômago e o esôfago estão conectados em um determinado ângulo. Quando você dorme virado para o lado direito, o estômago fica mais alto do que o esôfago, permitindo que a comida e o ácido estomacal deslizem para sua garganta. Quando você vira para o lado esquerdo, o estômago fica mais baixo do que o esôfago, e a gravidade a seu favor. Dependendo da azia, não adianta nem ficar de ponta-cabeça, é preciso procurar um médico.

7. Para evitar aquela dor do lado quando você corre, expire quando seu pé esquerdo tocar o solo
Se você é como a maioria das pessoas, quando corre, você expira quando seu pé direito toca o chão. Isso coloca pressão no seu fígado (localizado no lado direito), que o repassa para o diafragma e produz aquela "dorzinha do lado". Por isso o conselho é exalar o ar quando seu pé esquerdo tocar o chão.

8. Faça o mundo parar de girar
Para acabar com aquela tontura resultante de uns drinques a mais, basta colocar suas mãos em algum lugar estável. O órgão responsável pelo equilíbrio, a cóclea, flutua em um fluido que tem a mesma densidade que o sangue. À medida que o álcool dilui o sangue na cóclea, o órgão se torna menos denso. Isso confunde o cérebro. A informação tátil de um objeto estável dá ao cérebro uma "segunda opinião", e você

9. Derreta seu cérebro
Para evitar aquela dor de cabeça característica de quando se toma uma grande quantidade de sorvete muito rápido, pressione sua língua contra o céu da boca. Não é nenhum tipo de simpatia ou mandinga, como pode parecer. Como os nervos da região ficarão extremamente gelados, seu corpo irá pensar que seu cérebro também está congelando. Quanto mais pressão você aplicar no céu da boca, mais rápido a dor de cabeça irá diminuir.

10. O coração disparou? Assopre!
Para controlar o nervosismo que que antecede a entrevista de emprego ou o primeiro encontro, assopre bastante (num saquinho, no seu dedo ou em qualquer outro lugar). A estratégia funciona porque, quando sofremos uma grande descarga nervosa e não estamos em movimento, temos uma hiperventilação. Quando isso acontece, temos um aumento na concentração de oxigênio em um lugar chamado gás alveolar, que se localiza no alvéolo pulmonar (onde ocorrem as trocas de gases no pulmão). Quando respiramos dentro de um saquinho, por exemplo, o efeito é a diminuição da freqüência cardíaca, devido à redução do oxigênio no gás alveolar. Isso faz com que a freqüência cardíaca volte ao normal rapidamente, sem precisar de calmantes.

sexta-feira, 14 de setembro de 2007

O vocabulario mineiro. UAI

Se você é uma das pessoas que já está cansado de ouvir que mineiro fala: uai! Aqui está uma lista de palavras comuns entre os mineiros, uai!

Minerim: Quem mora em minas gerais;

ÉMEZZZ?: É mesmo?

ÓIQUI: Olha eu aqui!

TREM: Palavra que nada tem a ver com transporte, e que quer dizer qualquer coisa que o mineiro quiser. Ex: Já lavô us trem? Eu comi uns trem. Vamo lá tomar uns trem?

MA QUI BELEEEZZZ: Mas que beleza (bom)!

TRIANGO MINER-RO: Triângulo mineiro

PÓPÔPÓ?: Pode por o pó. (ao fazer café).

PÓPÔPOQUIN: Ponha pouquinho. (pó) Respondendo à pergunta acima

MAGRILIM: Pessoa muito magra

DEUSDE: Desde

NIGUCIM: Qualquer coisa pequena

NUÉMERMO?: Não é mesmo?

UAI: É o mesmo que o ué falado em São Paulo. E como um mineiro diria: uai é uai, uai!

Nem parece que eles falam português, cada região com seu sotaque!

Esses dias falando com um colega que veio de São Paulo ele pediu uma caneta emprestada, eu disse a ele que iria pegar no meu PENAL e ele ficou sem entender, mostrei a ele o objeto e ele me disse que em São Paulo isso era ESTOJO! Assim fica difícil viajar pelo Brasil, cada palavra!

O Policial e a Loira

Um policial parou uma loura dirigindo na contra-mão.
- "A senhorita não está vendo aonde esta indo?"
- "Não. Mas deve ser muito ruim lá. Tá todo mundo voltando!"

Loira na loja de R$1,99

O que a loira foi fazer na loja de R$1,99?

R: Pesquisar Preço!

SENADO FEDERAL VERGONHA NACIONAL.

Coloque essa foto no seu site com um link para o Senado e vamos ajudar os nossos excelentíssimos senadores a continuarem no topo da VERGONHA NACIONAL do GOOGLE!




Esta com problemas?


quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Praça Vermelha

A famosa praça de Moscovo recebeu o seu nome não da Revolução de 1917, mas de uma palavra russa, KRASNYA, que significa vermelha e bela. É chamada de Praça Vermelha desde a Idade Média.

Gaúchos e Argentinos

Três gaúchos e três argentinos estavam viajando de trem para um congresso.
Na estação, os três argentinos compraram um bilhete cada um, mas viram que os três gaúchos compraram um só bilhete.

Como é que os três vão viajar só com um bilhete? -perguntou um dos argentinos.

- Espere e verá. - respondeu um dos gaúchos.

Então, todos embarcaram. Os argentinos foram para suas poltronas, mas os três gaúchos se trancaram juntos no banheiro.

Logo que o trem partiu, o fiscal veio recolher os bilhetes.

Ele bateu na porta do banheiro e disse:

- O bilhete, por favor.

A porta abriu só uma frestinha e apenas uma mão entregou o bilhete. O fiscal pegou o bilhete e foi embora.

Os argentinos viram e acharam a idéia genial, pois estão numa M danada.

Então, depois do congresso, os argentinos resolveram imitar os gaúchos na viagem de volta e, assim, economizar um dinheirinho (reconhecendo a inteligência superior dos (gaúchos). Quando chegaram na estação, compraram só um bilhete. Para espanto deles, os gaúchos não compraram nenhum.

- Mas, como é que vocês vão viajar sem passagem? - um argentino perguntou perplexo.

- Espere e verá. - respondeu um dos gaúchos.

Todos embarcaram e os argentinos se espremeram dentro de um banheiro e os gaúchos em outro banheiro ao lado.

O trem partiu. Logo depois, um dos gaúchos saiu, foi até a porta do banheiro dos argentinos. Bateu e disse:

- A passagem, por favor.

Barbie

A boneca mais famosa do mundo foi inspirada e ganhou o nome de Barbie Handler, filha da americana Ruth Handler, fabricante de brinquedos.

Ela achava as caras das bonecas da época infantis demais e desenhou a Barbie com um ar mais adulto.

Esse é o cara!


Comercial das Pilhas Duracell.




quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Uma churrasqueira carga pesada.






Um pouco de sucata e muita criatividade.






















domingo, 9 de setembro de 2007

País de tolos! ou seria de poucos espertos?


Desabafo na Rede Globo!!!!!



Vai um ovo ai?


sábado, 8 de setembro de 2007

A história dos números arábicos.

Os números como os conhecemos hoje são Algarismos Arábicos, e foram trazidos da Índia para o Ocidente e por isto também são chamados indo-arábicos.

Foram criados por Abu Abdullah Muhammad Ibn Musa al-Khwarizmi (778 (?) - 846).
Al-Khwarizmi nasceu na região central da Ásia, onde hoje está localizado o Uzbequistão. Posteriormente emigrou para Bagdá, onde trabalhou na “Casa da Sabedoria” como matemático durante a era áurea da ciência islâmica.

Foram introduzidos na Europa por Fibonacci, matemático e mercador italiano, que escreveu no seu livro Liber abaci os conhecimentos que adquiriu no Oriente.
Logo se popularizou pela facilidade de se calcular valores, em comparação com os Algarismos Romanos, que em cálculos maiores, desprendiam uma verdadeira ginástica mental para se elaborar o cálculo.
Os algarismos indo-arábicos não foram adotados em Portugal nem na península ibérica de imediato, mas com o tempo e as facilidades apresentadas, foram adotados em toda a Europa.
Hoje é usada uma versão pouco modificada destes algarismos na maioria dos países do mundo.

Teoricamente pode-se supor que cada algarismo continha originalmente exatamente a quantidade de ângulos cujo número se desejava representar.
Assim o algarismo "1" era representado por dois traços que se uniam num vórtice superior (como um "V" invertido), o "2" como um "Z", o "3" como um sigma (Σ) invertido, o "4" quase exatamente como é hoje.

Em outras palavras, os números arábicos um, dois, três e quatro foram baseados em traços que formam ângulos, assim:
a) O número um tem um ângulo,
b) O número dois tem dois ângulos aditivos,
c) O número três tem três ângulos aditivos,
d) O número quatro tem quatro ângulos aditivos.
Teoricamente, devido à escrita cursiva, o número quatro teria sido modificado e fechado, facilitando a sua caligrafia e futura tipografia, tornando-o diferente, por exemplo, do símbolo da cruz.
Já o número zero, era representado por um circulo, indicando a ausência de ângulos.

O quadro abaixo ilustra a idéia de ângulos e o fechamento da cruz, originando o número 4, como o conhecemos hoje.














O quadro a seguir ilustra todos os números conhecidos e seus respectivos ângulos.


segunda-feira, 3 de setembro de 2007

AS 10 COISAS MAIS INSUPORTÁVEIS EM VIDEOGAMES.

Uma coisa irritante para qualquer jogador é aquela fase chata. Você morre, ou se perde, ou trava em algum momento ou, ainda, pode até desistir do jogo inteiro só por conta de uma plataforma inalcançável. Confira abaixo as dez características que mais irritam um jogador:

10. QUE SUSTO DA PORRA!
Você está jogando feliz e contente quando, de repente, algo surge, DO NADA e te morde, te suga, te estupra, te fode todo e te arrasta para morte. Jogos como Doom 3 e a série Resident Evil são campeões em fazer pular da cadeira, até mesmo quando você joga a mesma fase de novo...

9. Psicodélicas – Luzes de várias cores, músicas de batida, clima de rave e... crianças tendo ataques epilépticos. Alguns jogos, como PaRappa The Rapper e Dance Dance Revolution abusam dos recursos gráficos e levam o jogador ao limite da saúde.

8. Espinhos – você está correndo a mil com seu personagem ou prestes a chegar na sala do chefão e... cai em cima de uma pilha de espinhos. Energia, argolas e outros itens (como sua paciência) vão para o espaço. Prince of Persia e Sonic The Hedgehog que o digam...

7. Plataformas – vai, vai, pula... plataformas são legais, mas muito temperamentais. Às vezes estão indo, às vezes voltam e só te esperam quando cedem. Levante a mão quem passou raiva com alguma fase deste tipo na série Super Mario Bros e Tomb Raider.

6. Olha a bomba! – uma partida de Bomberman ou Counter Strike pode ser uma ótima desculpa para se divertir com os amigos... ou uma grande dor de cabeça. Bombas que explodem antes da hora ou que acabam matando o próprio personagem que a colocou irritam. Muito!

5. Inimigo meu – pode ser um chefe final, um monstro que insiste em ressuscitar ou uma simples abelha do reino de Hyrule... o inimigo não desiste até tirar toda sua energia. Destaque para alguns carrascos das séries Megaman e Final Fantasy.

4. Giroscópio – os games em 3D revolucionaram o mercado. Porém, alguns deles se superaram... em deixar o jogador completamente tonto, como Desert Strike, TIE Fighter e a derrapada no Super Mario Kart...

3. Déjà vu – fases repetitivas não são apenas privilégio de jogos pré-históricos, como Galaga e PacMan. Quem não se cansa de ver o mesmo cenário, como em Elevator Action, ou de repetir o jogo inteiro para finalizar o difícil Ghouls 'n Ghosts?

2. Fases submarinas – estágios debaixo d'água são um terror. Se você der sorte, não precisa buscar ar, se não... Além da mobilidade mais lenta e inimigos mais rápidos, nunca se sabe o que pode acontecer quando você emergir. Metal Gear Solid e a terrível Labyrinth Zone do primeiro Sonic são traumatizantes...

1. Impossível – Sem truques, não dá para passar! Quantas vezes milhares de almas não se desesperaram com uma fase onde tudo conspira "contra". Não é culpa da habilidade, nem da precisão do jogador, simplesmente não dá. Surfista Prateado, o próprio Contra, algumas fases de Halo e BattleToads são provas disso.

domingo, 2 de setembro de 2007

Nova Mercedes.


sábado, 1 de setembro de 2007

A loira e o Refri

Certa vez uma loira tava num quiosque e tava puxando a tampa do refrigerante com a intenção de abri-lo.A moça que estava ao lado assistindo a cena orientou-a:
Voce tem que torcer.
Ea loira:Vai refri,vai refri,uhuuuuu,vai la

Os cem erros mais comuns.

1 - "Mal cheiro", "mau-humorado". Mal opõe-se a bem e mau, a bom. Assim: mau cheiro (bom cheiro), mal-humorado (bem-humorado). Igualmente: mau humor, mal-intencionado, mau jeito, mal-estar.

2 - "Fazem" cinco anos. Fazer, quando exprime tempo, é impessoal: Faz cinco anos. / Fazia dois séculos. / Fez 15 dias.

3 - "Houveram" muitos acidentes. Haver, como existir, também é invariável: Houve muitos acidentes. / Havia muitas pessoas. / Deve haver muitos casos iguais.

4 - "Existe" muitas esperanças. Existir, bastar, faltar, restar e sobrar admitem normalmente o plural: Existem muitas esperanças. / Bastariam dois dias. / Faltavam poucas peças. / Restaram alguns objetos. / Sobravam idéias.

5 - Para "mim" fazer. Mim não faz, porque não pode ser sujeito. Assim: Para eu fazer, para eu dizer, para eu trazer.

6 - Entre "eu" e você. Depois de preposição, usa-se mim ou ti: Entre mim e você. / Entre eles e ti.

7 - "Há" dez anos "atrás". Há e atrás indicam passado na frase. Use apenas há dez anos ou dez anos atrás.

8 - "Entrar dentro". O certo: entrar em. Veja outras redundâncias: Sair fora ou para fora, elo de ligação, monopólio exclusivo, já não há mais, ganhar grátis, viúva do falecido.

9 - "Venda à prazo". Não existe crase antes de palavra masculina, a menos que esteja subentendida a palavra moda: Salto à (moda de) Luís XV. Nos demais casos: A salvo, a bordo, a pé, a esmo, a cavalo, a caráter.

10 - "Porque" você foi? Sempre que estiver clara ou implícita a palavra razão, use por que separado: Por que (razão) você foi? / Não sei por que (razão) ele faltou. / Explique por que razão você se atrasou. Porque é usado nas respostas: Ele se atrasou porque o trânsito estava congestionado.

11 - Vai assistir "o" jogo hoje. Assistir como presenciar exige a: Vai assistir ao jogo, à missa, à sessão. Outros verbos com a: A medida não agradou (desagradou) à população. / Eles obedeceram (desobedeceram) aos avisos. / Aspirava ao cargo de diretor. / Pagou ao amigo. / Respondeu à carta. / Sucedeu ao pai. / Visava aos estudantes.

12 - Preferia ir "do que" ficar. Prefere-se sempre uma coisa a outra: Preferia ir a ficar. É preferível segue a mesma norma: É preferível lutar a morrer sem glória.

13 - O resultado do jogo, não o abateu. Não se separa com vírgula o sujeito do predicado. Assim: O resultado do jogo não o abateu. Outro erro: O prefeito prometeu, novas denúncias. Não existe o sinal entre o predicado e o complemento: O prefeito prometeu novas denúncias.

14 - Não há regra sem "excessão". O certo é exceção. Veja outras grafias erradas e, entre parênteses, a forma correta: "paralizar" (paralisar), "beneficiente" (beneficente), "xuxu" (chuchu), "previlégio" (privilégio), "vultuoso" (vultoso), "cincoenta" (cinqüenta), "zuar" (zoar), "frustado" (frustrado), "calcáreo" (calcário), "advinhar" (adivinhar), "benvindo" (bem-vindo), "ascenção" (ascensão), "pixar" (pichar), "impecilho" (empecilho), "envólucro" (invólucro).

15 - Quebrou "o" óculos. Concordância no plural: os óculos, meus óculos. Da mesma forma: Meus parabéns, meus pêsames, seus ciúmes, nossas férias, felizes núpcias.

16 - Comprei "ele" para você. Eu, tu, ele, nós, vós e eles não podem ser objeto direto. Assim: Comprei-o para você. Também: Deixe-os sair, mandou-nos entrar, viu-a, mandou-me.

17 - Nunca "lhe" vi. Lhe substitui a ele, a eles, a você e a vocês e por isso não pode ser usado com objeto direto: Nunca o vi. / Não o convidei. / A mulher o deixou. / Ela o ama.

18 - "Aluga-se" casas. O verbo concorda com o sujeito: Alugam-se casas. / Fazem-se consertos. / É assim que se evitam acidentes. / Compram-se terrenos. / Procuram-se empregados.

19 - "Tratam-se" de. O verbo seguido de preposição não varia nesses casos: Trata-se dos melhores profissionais. / Precisa-se de empregados. / Apela-se para todos. / Conta-se com os amigos.

20 - Chegou "em" São Paulo. Verbos de movimento exigem a, e não em: Chegou a São Paulo. / Vai amanhã ao cinema. / Levou os filhos ao circo.

21 - Atraso implicará "em" punição. Implicar é direto no sentido de acarretar, pressupor: Atraso implicará punição. / Promoção implica responsabilidade.

22 - Vive "às custas" do pai. O certo: Vive à custa do pai. Use também em via de, e não "em vias de": Espécie em via de extinção. / Trabalho em via de conclusão.

23 - Todos somos "cidadões". O plural de cidadão é cidadãos. Veja outros: caracteres (de caráter), juniores, seniores, escrivães, tabeliães, gângsteres.

24 - O ingresso é "gratuíto". A pronúncia correta é gratúito, assim como circúito, intúito e fortúito (o acento não existe e só indica a letra tônica). Da mesma forma: flúido, condôr, recórde, aváro, ibéro, pólipo.

25 - A última "seção" de cinema. Seção significa divisão, repartição, e sessão equivale a tempo de uma reunião, função: Seção Eleitoral, Seção de Esportes, seção de brinquedos; sessão de cinema, sessão de pancadas, sessão do Congresso.

26 - Vendeu "uma" grama de ouro. Grama, peso, é palavra masculina: um grama de ouro, vitamina C de dois gramas. Femininas, por exemplo, são a agravante, a atenuante, a alface, a cal, etc.

27 - "Porisso". Duas palavras, por isso, como de repente e a partir de.

28 - Não viu "qualquer" risco. É nenhum, e não "qualquer", que se emprega depois de negativas: Não viu nenhum risco. / Ninguém lhe fez nenhum reparo. / Nunca promoveu nenhuma confusão.

29 - A feira "inicia" amanhã. Alguma coisa se inicia, se inaugura: A feira inicia-se (inaugura-se) amanhã.

30 - Soube que os homens "feriram-se". O que atrai o pronome: Soube que os homens se feriram. / A festa que se realizou... O mesmo ocorre com as negativas, as conjunções subordinativas e os advérbios: Não lhe diga nada. / Nenhum dos presentes se pronunciou. / Quando se falava no assunto... / Como as pessoas lhe haviam dito... / Aqui se faz, aqui se paga. / Depois o procuro.

31 - O peixe tem muito "espinho". Peixe tem espinha. Veja outras confusões desse tipo: O "fuzil" (fusível) queimou. / Casa "germinada" (geminada), "ciclo" (círculo) vicioso, "cabeçário" (cabeçalho).

32 - Não sabiam "aonde" ele estava. O certo: Não sabiam onde ele estava. Aonde se usa com verbos de movimento, apenas: Não sei aonde ele quer chegar. / Aonde vamos?

33 - "Obrigado", disse a moça. Obrigado concorda com a pessoa: "Obrigada", disse a moça. / Obrigado pela atenção. / Muito obrigados por tudo.

34 - O governo "interviu". Intervir conjuga-se como vir. Assim: O governo interveio. Da mesma forma: intervinha, intervim, interviemos, intervieram. Outros verbos derivados: entretinha, mantivesse, reteve, pressupusesse, predisse, conviesse, perfizera, entrevimos, condisser, etc.

35 - Ela era "meia" louca. Meio, advérbio, não varia: meio louca, meio esperta, meio amiga.

36 - "Fica" você comigo. Fica é imperativo do pronome tu. Para a 3.ª pessoa, o certo é fique: Fique você comigo. / Venha pra Caixa você também. / Chegue aqui.

37 - A questão não tem nada "haver" com você. A questão, na verdade, não tem nada a ver ou nada que ver. Da mesma forma: Tem tudo a ver com você.

38 - A corrida custa 5 "real". A moeda tem plural, e regular: A corrida custa 5 reais.

39 - Vou "emprestar" dele. Emprestar é ceder, e não tomar por empréstimo: Vou pegar o livro emprestado. Ou: Vou emprestar o livro (ceder) ao meu irmão. Repare nesta concordância: Pediu emprestadas duas malas.

40 - Foi "taxado" de ladrão. Tachar é que significa acusar de: Foi tachado de ladrão. / Foi tachado de leviano.

41 - Ele foi um dos que "chegou" antes. Um dos que faz a concordância no plural: Ele foi um dos que chegaram antes (dos que chegaram antes, ele foi um). / Era um dos que sempre vibravam com a vitória.

42 - "Cerca de 18" pessoas o saudaram. Cerca de indica arredondamento e não pode aparecer com números exatos: Cerca de 20 pessoas o saudaram.

43 - Ministro nega que "é" negligente. Negar que introduz subjuntivo, assim como embora e talvez: Ministro nega que seja negligente. / O jogador negou que tivesse cometido a falta. / Ele talvez o convide para a festa. / Embora tente negar, vai deixar a empresa.

44 - Tinha "chego" atrasado. "Chego" não existe. O certo: Tinha chegado atrasado.

45 - Tons "pastéis" predominam. Nome de cor, quando expresso por substantivo, não varia: Tons pastel, blusas rosa, gravatas cinza, camisas creme. No caso de adjetivo, o plural é o normal: Ternos azuis, canetas pretas, fitas amarelas.

46 - Lute pelo "meio-ambiente". Meio ambiente não tem hífen, nem hora extra, ponto de vista, mala direta, pronta entrega, etc. O sinal aparece, porém, em mão-de-obra, matéria-prima, infra-estrutura, primeira-dama, vale-refeição, meio-de-campo, etc.

47 - Queria namorar "com" o colega. O com não existe: Queria namorar o colega.

48 - O processo deu entrada "junto ao" STF. Processo dá entrada no STF. Igualmente: O jogador foi contratado do (e não "junto ao") Guarani. / Cresceu muito o prestígio do jornal entre os (e não "junto aos") leitores. / Era grande a sua dívida com o (e não "junto ao") banco. / A reclamação foi apresentada ao (e não "junto ao") Procon.

49 - As pessoas "esperavam-o". Quando o verbo termina em m, ão ou õe, os pronomes o, a, os e as tomam a forma no, na, nos e nas: As pessoas esperavam-no. / Dão-nos, convidam-na, põe-nos, impõem-nos.

50 - Vocês "fariam-lhe" um favor? Não se usa pronome átono (me, te, se, lhe, nos, vos, lhes) depois de futuro do presente, futuro do pretérito (antigo condicional) ou particípio. Assim: Vocês lhe fariam (ou far-lhe-iam) um favor? / Ele se imporá pelos conhecimentos (e nunca "imporá-se"). / Os amigos nos darão (e não "darão-nos") um presente. / Tendo-me formado (e nunca tendo "formado-me").

51 - Chegou "a" duas horas e partirá daqui "há" cinco minutos. Há indica passado e equivale a faz, enquanto a exprime distância ou tempo futuro (não pode ser substituído por faz): Chegou há (faz) duas horas e partirá daqui a (tempo futuro) cinco minutos. / O atirador estava a (distância) pouco menos de 12 metros. / Ele partiu há (faz) pouco menos de dez dias.

52 - Blusa "em" seda. Usa-se de, e não em, para definir o material de que alguma coisa é feita: Blusa de seda, casa de alvenaria, medalha de prata, estátua de madeira.

53 - A artista "deu à luz a" gêmeos. A expressão é dar à luz, apenas: A artista deu à luz quíntuplos. Também é errado dizer: Deu "a luz a" gêmeos.

54 - Estávamos "em" quatro à mesa. O em não existe: Estávamos quatro à mesa. / Éramos seis. / Ficamos cinco na sala.

55 - Sentou "na" mesa para comer. Sentar-se (ou sentar) em é sentar-se em cima de. Veja o certo: Sentou-se à mesa para comer. / Sentou ao piano, à máquina, ao computador.

56 - Ficou contente "por causa que" ninguém se feriu. Embora popular, a locução não existe. Use porque: Ficou contente porque ninguém se feriu.

57 - O time empatou "em" 2 a 2. A preposição é por: O time empatou por 2 a 2. Repare que ele ganha por e perde por. Da mesma forma: empate por.

58 - À medida "em" que a epidemia se espalhava... O certo é: À medida que a epidemia se espalhava... Existe ainda na medida em que (tendo em vista que): É preciso cumprir as leis, na medida em que elas existem.

59 - Não queria que "receiassem" a sua companhia. O i não existe: Não queria que receassem a sua companhia. Da mesma forma: passeemos, enfearam, ceaste, receeis (só existe i quando o acento cai no e que precede a terminação ear: receiem, passeias, enfeiam).

60 - Eles "tem" razão. No plural, têm é assim, com acento. Tem é a forma do singular. O mesmo ocorre com vem e vêm e põe e põem: Ele tem, eles têm; ele vem, eles vêm; ele põe, eles põem.

61 - A moça estava ali "há" muito tempo. Haver concorda com estava. Portanto: A moça estava ali havia (fazia) muito tempo. / Ele doara sangue ao filho havia (fazia) poucos meses. / Estava sem dormir havia (fazia) três meses. (O havia se impõe quando o verbo está no imperfeito e no mais-que-perfeito do indicativo.)

62 - Não "se o" diz. É errado juntar o se com os pronomes o, a, os e as. Assim, nunca use: Fazendo-se-os, não se o diz (não se diz isso), vê-se-a, etc.

63 - Acordos "políticos-partidários". Nos adjetivos compostos, só o último elemento varia: acordos político-partidários. Outros exemplos: Bandeiras verde-amarelas, medidas econômico-financeiras, partidos social-democratas.

64 - Fique "tranquilo". O u pronunciável depois de q e g e antes de e e i exige trema: Tranqüilo, conseqüência, lingüiça, agüentar, Birigüi.

65 - Andou por "todo" país. Todo o (ou a) é que significa inteiro: Andou por todo o país (pelo país inteiro). / Toda a tripulação (a tripulação inteira) foi demitida. Sem o, todo quer dizer cada, qualquer: Todo homem (cada homem) é mortal. / Toda nação (qualquer nação) tem inimigos.

66 - "Todos" amigos o elogiavam. No plural, todos exige os: Todos os amigos o elogiavam. / Era difícil apontar todas as contradições do texto.

67 - Favoreceu "ao" time da casa. Favorecer, nesse sentido, rejeita a: Favoreceu o time da casa. / A decisão favoreceu os jogadores.

68 - Ela "mesmo" arrumou a sala. Mesmo, quanto equivale a próprio, é variável: Ela mesma (própria) arrumou a sala. / As vítimas mesmas recorreram à polícia.

69 - Chamei-o e "o mesmo" não atendeu. Não se pode empregar o mesmo no lugar de pronome ou substantivo: Chamei-o e ele não atendeu. / Os funcionários públicos reuniram-se hoje: amanhã o país conhecerá a decisão dos servidores (e não "dos mesmos").

70 - Vou sair "essa" noite. É este que desiga o tempo no qual se está ou objeto próximo: Esta noite, esta semana (a semana em que se está), este dia, este jornal (o jornal que estou lendo), este século (o século 20).

71 - A temperatura chegou a 0 "graus". Zero indica singular sempre: Zero grau, zero-quilômetro, zero hora.

72 - A promoção veio "de encontro aos" seus desejos. Ao encontro de é que expressa uma situação favorável: A promoção veio ao encontro dos seus desejos. De encontro a significa condição contrária: A queda do nível dos salários foi de encontro às (foi contra) expectativas da categoria.

73 - Comeu frango "ao invés de" peixe. Em vez de indica substituição: Comeu frango em vez de peixe. Ao invés de significa apenas ao contrário: Ao invés de entrar, saiu.

74 - Se eu "ver" você por aí... O certo é: Se eu vir, revir, previr. Da mesma forma: Se eu vier (de vir), convier; se eu tiver (de ter), mantiver; se ele puser (de pôr), impuser; se ele fizer (de fazer), desfizer; se nós dissermos (de dizer), predissermos.

75 - Ele "intermedia" a negociação. Mediar e intermediar conjugam-se como odiar: Ele intermedeia (ou medeia) a negociação. Remediar, ansiar e incendiar também seguem essa norma: Remedeiam, que eles anseiem, incendeio.

76 - Ninguém se "adequa". Não existem as formas "adequa", "adeqüe", etc., mas apenas aquelas em que o acento cai no a ou o: adequaram, adequou, adequasse, etc.

77 - Evite que a bomba "expluda". Explodir só tem as pessoas em que depois do d vêm e e i: Explode, explodiram, etc. Portanto, não escreva nem fale "exploda" ou "expluda", substituindo essas formas por rebente, por exemplo. Precaver-se também não se conjuga em todas as pessoas. Assim, não existem as formas "precavejo", "precavês", "precavém", "precavenho", "precavenha", "precaveja", etc.

78 - Governo "reavê" confiança. Equivalente: Governo recupera confiança. Reaver segue haver, mas apenas nos casos em que este tem a letra v: Reavemos, reouve, reaverá, reouvesse. Por isso, não existem "reavejo", "reavê", etc.

79 - Disse o que "quiz". Não existe z, mas apenas s, nas pessoas de querer e pôr: Quis, quisesse, quiseram, quiséssemos; pôs, pus, pusesse, puseram, puséssemos.

80 - O homem "possue" muitos bens. O certo: O homem possui muitos bens. Verbos em uir só têm a terminação ui: Inclui, atribui, polui. Verbos em uar é que admitem ue: Continue, recue, atue, atenue.

81 - A tese "onde"... Onde só pode ser usado para lugar: A casa onde ele mora. / Veja o jardim onde as crianças brincam. Nos demais casos, use em que: A tese em que ele defende essa idéia. / O livro em que... / A faixa em que ele canta... / Na entrevista em que...

82 - Já "foi comunicado" da decisão. Uma decisão é comunicada, mas ninguém "é comunicado" de alguma coisa. Assim: Já foi informado (cientificado, avisado) da decisão. Outra forma errada: A diretoria "comunicou" os empregados da decisão. Opções corretas: A diretoria comunicou a decisão aos empregados. / A decisão foi comunicada aos empregados.

83 - Venha "por" a roupa. Pôr, verbo, tem acento diferencial: Venha pôr a roupa. O mesmo ocorre com pôde (passado): Não pôde vir. Veja outros: fôrma, pêlo e pêlos (cabelo, cabelos), pára (verbo parar), péla (bola ou verbo pelar), pélo (verbo pelar), pólo e pólos. Perderam o sinal, no entanto: Ele, toda, ovo, selo, almoço, etc.

84 - "Inflingiu" o regulamento. Infringir é que significa transgredir: Infringiu o regulamento. Infligir (e não "inflingir") significa impor: Infligiu séria punição ao réu.

85 - A modelo "pousou" o dia todo. Modelo posa (de pose). Quem pousa é ave, avião, viajante, etc. Não confunda também iminente (prestes a acontecer) com eminente (ilustre). Nem tráfico (contrabando) com tráfego (trânsito).

86 - Espero que "viagem" hoje. Viagem, com g, é o substantivo: Minha viagem. A forma verbal é viajem (de viajar): Espero que viajem hoje. Evite também "comprimentar" alguém: de cumprimento (saudação), só pode resultar cumprimentar. Comprimento é extensão. Igualmente: Comprido (extenso) e cumprido (concretizado).

87 - O pai "sequer" foi avisado. Sequer deve ser usado com negativa: O pai nem sequer foi avisado. / Não disse sequer o que pretendia. / Partiu sem sequer nos avisar.

88 - Comprou uma TV "a cores". Veja o correto: Comprou uma TV em cores (não se diz TV "a" preto e branco). Da mesma forma: Transmissão em cores, desenho em cores.

89 - "Causou-me" estranheza as palavras. Use o certo: Causaram-me estranheza as palavras. Cuidado, pois é comum o erro de concordância quando o verbo está antes do sujeito. Veja outro exemplo: Foram iniciadas esta noite as obras (e não "foi iniciado" esta noite as obras).

90 - A realidade das pessoas "podem" mudar. Cuidado: palavra próxima ao verbo não deve influir na concordância. Por isso : A realidade das pessoas pode mudar. / A troca de agressões entre os funcionários foi punida (e não "foram punidas").

91 - O fato passou "desapercebido". Na verdade, o fato passou despercebido, não foi notado. Desapercebido significa desprevenido.

92 - "Haja visto" seu empenho... A expressão é haja vista e não varia: Haja vista seu empenho. / Haja vista seus esforços. / Haja vista suas críticas.

93 - A moça "que ele gosta". Como se gosta de, o certo é: A moça de que ele gosta. Igualmente: O dinheiro de que dispõe, o filme a que assistiu (e não que assistiu), a prova de que participou, o amigo a que se referiu, etc.

94 - É hora "dele" chegar. Não se deve fazer a contração da preposição com artigo ou pronome, nos casos seguidos de infinitivo: É hora de ele chegar. / Apesar de o amigo tê-lo convidado... / Depois de esses fatos terem ocorrido...

95 - Vou "consigo". Consigo só tem valor reflexivo (pensou consigo mesmo) e não pode substituir com você, com o senhor. Portanto: Vou com você, vou com o senhor. Igualmente: Isto é para o senhor (e não "para si").

96 - Já "é" 8 horas. Horas e as demais palavras que definem tempo variam: Já são 8 horas. / Já é (e não "são") 1 hora, já é meio-dia, já é meia-noite.

97 - A festa começa às 8 "hrs.". As abreviaturas do sistema métrico decimal não têm plural nem ponto. Assim: 8 h, 2 km (e não "kms."), 5 m, 10 kg.

98 - "Dado" os índices das pesquisas... A concordância é normal: Dados os índices das pesquisas... / Dado o resultado... / Dadas as suas idéias...

99 - Ficou "sobre" a mira do assaltante. Sob é que significa debaixo de: Ficou sob a mira do assaltante. / Escondeu-se sob a cama. Sobre equivale a em cima de ou a respeito de: Estava sobre o telhado. / Falou sobre a inflação. E lembre-se: O animal ou o piano têm cauda e o doce, calda. Da mesma forma, alguém traz alguma coisa e alguém vai para trás.

100 - "Ao meu ver". Não existe artigo nessas expressões: A meu ver, a seu ver, a nosso ver.

Ocorreu um erro neste gadget