domingo, 15 de julho de 2007

Como consertar você mesmo seu computador. (Parte V)

41) Erro de proteção no Windows
Tenho um Pentium III 800MHz, barramento 155MHz, 128MB RAM, Placa-mãe ASUS P3V4X, CD-ROM de 52X da Creative, Placa de vídeo 32MB Riva TNT2 AGP da NVIDIA, Windows ME,Gravador de CD Mod HP Writer 9150i. As vezes quando jogo um jogo chamado "Deadly Tide", ou navego, quando vou desligar, as vezes aparece uma tela azul dizendo:

"Erro de proteção do windows.Voce deve reiniciar seu computador.
Sistema Paralizado"

ou ele se reinicia, ja aconteceu de desconfigurar o vídeo. ja reinstalei os progamas que tenho em meu pc, inclusive o windows e instalei um progama que peguei no Windows Update, que faz o Windows ME atrasar em 2 segundos o desligamento, para poder salvar os arquivos e um DIRECTX 8.0. O que pode estar ocorrendo com o meu pc?

Resposta:
Desculpe, o barramento não pode estar em 155 MHz, deve ser 133 MHz. Se estivesse mesmo em 155 MHz, esta seria a causa do problema: o overclock, que faz o processador operar com clock acima daquele para o qual foi projetado. Em muitos casos o overclock funciona, mesmo assim deve ser feito como hobby, por especialistas em hardware que sabem o que estão fazendo. Na maioria das vezes o overclock não funciona, ou causa anomalias, ou queima o processador. Supondo que o seu PC esteja operando com barramento de 133 MHz, que é o certo, é preciso checar se a memória está corretamente configurada. Existem diferentes chips de memória para 133 MHz. Apresentam marcações ?75, -7 e ?6. Os de ?75 são mais lentos e necessitam operar com latência do CAS = 3 no CMOS Setup. Portanto, antes de mais nada, entre no Advanced Chipset Setup e programe este parâmetro como 3. Outra providência importante é usar drivers atualizados para a sua placa de vídeo. Tenho utilizado o driver ?Detonator?, encontrado em www.nvidia.com, e os resultados têm sido muito bons.

42) PC novo com problemas
Comprei um computador Pentium III, 700mhz, P3B-F, monitor Samsung de 15", placa de video VGA AGP 32mb DIAMOND VIPERII 2200 OEM, MEM 64 MB SEMIBRAND PC 100, PLACA DE M/FAX 56K US-ROB 3594 PCI WIN/MODEN há apenas 24 dias. Só hoje consegui usar a internet, pois a placa de modem informava que estava discando e concluía dizendo: "Não responde". A loja afirma que a placa não apresenta nenhum problema mas substituiu por uma outra de modelo diferente que está funcionando. Estou preocupado, porém com o fato de que quando reinicio o computador, após ele estar no modo de espera, já pela 2ª vez, a tela volta tremendo - fora do Windows, ainda dentro do sistema operacional. Já comuniquei o fato à loja e o diretor-técnico pediu-me para observar em que situações isto ocorre, e não me pareceu valorizar o problema. Gastei R$ 2800,00 - divididos em 6 vezes - e estou preocupado. Pergunto: O que pode estar acontecendo? Qual seria a solução? Juridicamente, parece que tenho até 30 dias para desfazer o negócio. Aguardo resposta urgente. Abraços e obrigado.

Resposta:
Os PCs montados em lojas nem sempre recebem dos seus montadores, o capricho que mereciam ter. Normalmente a montagem desses micros consiste em encaixar e aparafusar peças e instalar o Windows na configuração padrão. O ?ajuste fino? raramente é feito nesses casos. Este é o caso do gerenciamento de energia. O mercado está cheio de produtos acompanhados de drivers que não funcionam de forma 100% perfeita, principalmente no Windows ME. Já constatei que muitos desses drivers desativam ou entram em conflito com o gerenciamento de energia, e é preciso buscar os drivers mais recentes nos sites dos fabricantes. Até as placas de CPU precisam de drivers para que todos os seus recursos funcionem, principalmente o barramento AGP e o gerenciamento de energia. Muitas são acompanhadas de drivers para Windows 98 que não funcionem bem no Windows ME. Muitos pequenos produtores nem instalam os drivers da placa de CPU. O resultado é que temos PCs que dão boot, instalam e rodam bem os programas, mas apresentam uma infinidade de ?probleminhas?. Existem PCs que não retornam do estado de espera e precisam de um RESET. Existem outros que, ao entrar no estado de espera, retornam sozinhos depois de 1 segundo. Tudo isso é falta de ajustes finos na configuração, tarefa que não deveria caber ao usuário, e sim ao produtor do PC. Seu micro não tem defeito, ele foi apenas mal montado, não quanto aos encaixes e parafusos, esta é a parte fácil, mas quanto aos ajustes finais. É preciso procurar drivers mais recentes para a placa de CPU, monitor e placa de vídeo, no site dos respectivos fabricantes, possivelmente esta é a causa do problema.

43) Clock errado
Fiz um upgrade em meu PC, ANTES era um 233 MMX, 32 Ram, HD 8.0 G., Drive de CDROM de 48x, Windows 95. Troquei apenas o pente de memoria e o processador, 64 Ram e AMD K6II 500. Pesquisei no manual da Placa mãe e vi que era possivel afinal tem apenas 6 meses de uso (é nova). Troquei os dois e formatei o HD. Ele reconheceu o processador e a memoria, depois instalei o Windows 98 SE. Mas quando inicio o PC no quadro da Bios aparece o Processador AMD K6II mas na parte de CPU CLOCK aparece 233. Por que ainda aparece no CPU CLOCK 233 ao inves de aparecer 500?

Resposta:
Processadores Pentium, Pentium MMX, K6-2 e similares, não são capazes de ?informar? automaticamente à placa de CPU, o seu clock. É preciso configurar através dos jumpers da placa de CPU, as seguintes informações:

a) Velocidade das memórias, no seu caso possivelmente 100 MHz
b) Clock externo do processador, que é de 100 MHz no K6-2/500
c) Clock interno do processador, que é de 500 MHz. Em geral as placas não pedem o clock interno, e sim o multiplicador, que deve ser 5x.
d) Voltagem do processador. Existem modelos do K6-2/500 com 2.2, 2.3 e 2.4 volts. A voltagem correta está indicada na face superior do processador. Se você não configurou a voltagem, ele ainda está com os 2,8 volts usados pelo Pentium MMX, o que poderá queima-lo.

Parece que é fácil encaixar uma memória, encaixar um processador e instalar o Windows, mas existem muitos detalhes técnicos que devem ser conhecidos. No meu site existem dezenas de artigos nos quais ensino os usuários a fazer instalações de forma correta, não existe razão para fazer sem saber. Processadores mais modernos, da linha Pentium III, Celeron, Athlon e Duron, não exigem tais programações, pois informam tudo automaticamente à placa de CPU. Ainda assim é preciso ler as instruções do manual da placa de CPU antes de fazer upgrades de hardware.

44) Faltam os drivers de som
Fiz um upgrade na maquina, tinha um 586 e agora e pentium 120, porem não consigo configurar o som, tenho instalado o win95, e qdo ligo a maquina aparece o seguinte: "encontrado novo item de hardware", instalar, cancelar, sair, já tentei instalar, ele pede os driver, coloquei o Cd, já mandei procurar na Internet e nada, o q devo fazer?

Resposta:
O Windows 95 terá dificuldades para instalar automaticamente vários dispositivos de hardware, como por exemplo, todos aqueles que foram produzidos após o seu lançamento. Se você instalar o Windows 98 e a sua placa de som for Plug and Play, existem grandes chances de ela ser reconhecida e que sejam usados os drivers nativos do Windows 98. Se não for o caso, você terá que identificar a marca e o modelo da sua placa de som, encontrar o site do fabricante e obter os drivers mais novos. Com esses drivers o Windows 95 poderá acessar perfeitamente a sua placa de som. Note que existiam os drivers corretos, já que no seu antigo 586 o som funcionava perfeitamente. Se a sua placa de som tiver marca conhecida, será mais fácil chegar ao site do fabricante. Se for uma placa genérica, pode ser um jogo de esconde-esconde chegar ao fabricante e aos drivers. Comece anotanto o número do chip principal da sua placa de som e procurando por este número em um site de busca. Por este caminho você tem grandes chances de chegar aos drivers.

45) K6-2/500 opera com apenas 366 MHz
Acabo de adiquirir uma placa SIS 530 e um processador K6II-500. não consigo fazer com que o processador funcione em sua velocidade máxima, apenas com a velocidade de 366 com o barramento de 66 Mhz. Tenho 128 de Ram e um disco de 20 Gb da Quantum. Como faço para conseguir que meu micro funcione com 500Mhz e barramento 100Mhz?

Resposta:
O barramento de 100 MHz, o multiplicador 5x e a voltagem do processador são programados através de jumpers da placa de CPU, e as instruções estão no seu manual. Muitas placas de CPU possuem essas configurações no CMOS Setup, ficando ainda mais fácil faze-las. Note que é preciso que a memória realmente seja padrão PC100 (8 ns ou 125 MHz). Memórias com indicação ?100 (100 MHz) ou ?10 (10 ns) nos seus chips não são capazes de funcionar corretamente a 100 MHz, tem que ser de 8 ns ou 125 MHz. Mesmo se você configurar tudo isso corretamente, o processador pode não funcionar por excesso de aquecimento. Use um cooler grande, com parte de alumínio com 2,5 ou 3 cm de altura, acoplado ao processador com pasta térmica. Se você não achar pasta térmica, escolha um cooler que já venha com uma pequena fita térmica na área que faz contato com o processador. Se o processador tiver alguma etiqueta na face superior, remova-a, ela atrapalha a transferência de calor.

46) O som sumiu
O som do meu PC simplesmente sumiu, inclusive aquela figura da campanhia que fica junto com a barra do menu iniciar do lado direito. Como posso resolver este problema?

Resposta:
A sua placa de som pode estar em conflito, ou ainda estar desconectada. Para saber qual é o caso, consulte o Gerenciador de Dispositivos (Iniciar / Configurações / Painel de Controle / Sistema / Gerenciador de Dispositivos). Consulte o item ?Controladores de som, vídeo e jogo?. Se neste item você encontrar a placa de som indicada, então ela está conectada corretamente mas poderá estar em conflito com outros dispositivos. Se ela não constar no Gerenciador de Dispositivos, é possível que esteja mal encaixada no seu slot. Desligue o computador e encaixe a placa corretamente e ela voltará a funcionar. Se a placa está indicada no Gerenciador de Dispositivos mas com conflitos reportados, será preciso resolver o problema por reinstalação. Clique na placa e use o botão Remover. Use a seguir o botão Atualizar do Gerenciador de Dispositivos. A placa será novamente detectada e será preciso fornecer seus drivers. Esteja com esses drivers à mão. Eles estão no CD-ROM ou disquetes que acompanham a placa de som. Também são encontrados no CD-ROM da placa de CPU, caso ela tenha som onboard.

47) Zumbido vindo do PC
Gostaria de contar com a ajuda de vocês para solucionar um problema que vem ocorrendo com o meu PC há algum tempo. Quando ele se encontra em funcionamento já há um certo período de tempo, repentinamente um barulho, parecido com um zumbido forte e agudo, começa a ocorrer. O zumbido é tão irritante que é preciso parar qualquer trabalho que se esteja fazendo e desligar o computador - única forma que encontrei até agora para cessar o barulho. Quais são as possíveis causas e soluções para esse problema? Será que o superaquecimento pode ter alguma coisa a ver? Desconfio que a temperatura do PC está bem superior à normal.

Resposta:
O zumbido que você escutou é provavelmente gerado por um ventilador interno. Existem ventiladores no interior da fonte de alimentação, no cooler do processador e muitas vezes na parte frontal do gabinete. Será preciso abrir o gabinete e deixar o computador trabalhando aberto até aparecer o zumbido. Tente então localizar de onde ele está saindo. Muitas vezes é preciso substituir o ventilador, pois devido à ação da poeira no seu eixo, a rotação pode se tornar irregular e resultar em vibração. Algumas vezes o problema é mais simples, pode ser um fio encostando na hélice de um ventilador. Abrindo o gabinete você poderá localizar a fonte do som e solucionar o problema.

48) Problemas em uma Asus K7V
Na última edição da Pc World, saiu uma reportagem sobre a montagem de um Athlon 800 em uma placa K7V, e que apresentava travamentos. Atualmente, montei um Amd-K7 (Athlon) 750, em na placa mãe Asus K7V, HD Maxtor UDMA de 7200 RPM com mémoria PC100, que também são suportadas pela placa mãe segundo o manual. A série do Processador, como explicado, é a "A" de 0,18 microns, que esquenta menos, mas também está apresentando travamentos, em tarefas simples como: Meu Computador/Propriedades, ou Configurações de Vídeo/Avançado, dentre outras. Tenho desconfiado muito da placa de vídeo (Creative Blaster Exxtreme), (Drivers e Bios atualizados e Soft instalado (Blaster Control)) pois na resolução de cores de 32 bits, os travamentos são mais comuns. Não dá pra saber exatamente o que é pois os travamentos são muito alternados. Penso que talvez possa ser alguma coisa relacionada a placa mãe como voltagem da Cpu ou mesmo de si mesma. Como trabalho com manutenção a alguns anos, fiz várias modificações no Bios mas sempre acaba na mesma coisa. Travando.....mas reparei no Item do Bios "Hardware Monitor" que algumas voltagens estão com pequenas diferenças em relação ao recomendado. Como por exemplo:

Recomendado Presente
+5V - 4.98
-5V - 5.05

Será o problema? a Fonte! Pra uso de conhecimento, possuo o Windows Me instalado, e já tentei instalar o Segunda Edicão mas o resultado foi pior o esperado. Tenho todos os drivers da placa mãe instalados corretamente.

Resposta:
Antes de mais nada, a placa Asus K7V aceita memórias PC100 e PC133, mas é preferível usar memórias PC133, pois terão um desempenho maior. O Athlon usado nesta placa opera com 100 MHz dobrados (Double Data Rate), obtendo resultado equivalente a 200 MHz. Portanto PC133 será menos ruim que PC100. Quanto às memórias PC133 (o mesmo problema ocorre com a PC100), existem pequenas diferenças de velocidade. Existem memórias ?7, -75, -65, todas elas indicadas como PC133. A diferença é que as mais rápidas poderão operar com latência do CAS=2, e as mais lentas terão que usar latências do CAS=3. Isto pode ser programado no Advanced Chipset Setup. Use SDRAM CAS Latency, SDRAM RAS Precharge e SDRAM RAS to CAS Delay, todos com valores máximos. Também é preciso utilizar um bom cooler para dar boa refrigeração ao processador. Deve ser aplicada pasta térmica entre o processador e o cooler. A fita térmica, que vem colada nos coolers atuais, é muito ruim quanto à transferência de calor, e pode fazer um processador esquentar muito. Remova esta fita e aplique pasta térmica.

As voltagens da fonte de alimentação, desde que com erro de 5% para mais ou para menos, não afetam o funcionamento do computador. Sua fonte de 5 volts está com 4,98, um erro de menos de 1%, portanto não há problema algum com a fonte. Existe entretanto um tipo de erro raro na fonte que não pode ser medido com multímetros ou com o monitor de voltagem. É o ripple, uma oscilação que acontece quando existem problemas nos circuitos internos da fonte. Trocar a fonte é um experimento que vale a pena ser feito.

49) Conector USB
Tenho uma placa-mãe Soyo 5EH5 (padrão AT) que tem suporte para porta USB. Pelo que vi no manual tem uma soquete (se é que posso chamar assim) de nove pinos na minha placa mãe para esta finalidade.

ooooo na placa-mãe
oooo

Só que o bendito conector não vem com a placa-mãe, então decidi comprar um. O problema é que o conector que eu achei vem com um cabo de 18 pinos (17 na verdade, um é fechado)

ooooooooo no bendito cabo
ooooXoooo que eu comprei

O "X" representa o pino fechado. Bem, este conector que eu comprei tem 2 portas USB, uma porta para mouse PS/2 e uma porta IR. Eu consegui conectá-lo a minha placa-mãe (claro que metade do cabo ficou de fora) já que o pino fechado coincide com o layout do suporte da placa-mãe. O problema é que ainda não tenho um hardware USB para testar se funciona. Pretendo comprar em breve um scanner (por isso optei por essa mão-de-obra toda) USB que dá menos problemas que os de porta paralela. A minha dúvida é se as portas USB vão funcionar já que a conexão ficou meio "capenga" ou se eu devo procurar um conector com cabo de 9 pinos. Vi que na placa desse conector está escrito ATX. Será que só serve em placas ATX ou pode quebrar um galho em AT também?

Resposta:
Os conectores internos das placas de CPU não são padronizados, em sua maioria. Apenas conectores das interfaces IDE e das interfaces para drives são padronizados, portanto você pode usar qualquer cabo flat IDE ou de disquetes com qualquer placa de CPU. Esta padronização não existe nos conectores internos de interfaces seriais, paralela, USB, PS/2, etc. Não existem conectores USB genéricos no lado que se encaixa na palca de CPU. Cada fabricante pode utilizar as conexões como bem entender, desde que o conector externo seja padrão. O conector que você comprou, caso funcione, será uma questão de sorte. Isso é mesmo uma coisa chata. Muitos fabricantes colocam a interface USB na placa de CPU mas não fornecem os conectores que dão acesso a ela. Da mesma forma, muitos produtores de PCs não instalam esses conectores, mesmo que o fabricante o forneça. As placas de CPU atuais não têm mais este problema. A presença de conectores USB plenamente funcionais é obrigatória, e não mais uma simples opção.

Seria preciso com a ajuda do manual da placa mãe, se os pinos existentes no conector da placa correspondem aos pinos da extensão USB que você comprou. As cores dos fios desta extensão podem ajudar na identificação. O código de cores é o seguinte:

Vermelho +5 volts
Branco D-
Verde D+
Pretp Terra

50) Temperatura do K6-2
Tenho um Pentium MMX 233 com 128 Mb de RAM numa placa mãe FIC VA 503+ , HD Seagate 8.4, Placa de Som SoundBlaster AWE 64, CD-ROM 52x. Estou querendo trocar o Processador por um K6-2 550 Mhz. Ao procurá-lo, além de ser difícil encontra-lo, fui informado que o mesmo tem um problema de "superaquecimento" e que não deveria adquiri-lo para evitar dores de cabeça e que, além do mais, o K6-2 500 Mhz é mais fácil de encontrar e, custa quase a metade do preço do K6-2 550. Estou dependendo de tirar essas dúvidas para comprar o processador novo. As minhas perguntas são:
1. O que há de verdade nessa história de "superaquecimento"? ou é conversa de vendedor para vender a sua mercadoria ( o outro processador)?
2. Em caso positivo, existe alguma maneira de contornar o problema?
3. A minha intenção era alcançar o limite da placa com o K6-2 550 ou o K6-3 450 (mas este não se encontra mais). Mas o ganho vale a diferença de preço?

Resposta:
Diferentes versões do K6-2 possuem diferentes níveis de aquecimento e sensibilidade à temperatura. O ideal é que um processador gere menos calor (menor potência) e seja menos sensível à temperatura (suporte temperatura máxima mais elevada). A tabela que se segue mostra alguns exemplos de K6-2.

Modelo

Potência

Temp. Máxima

Voltagem

266 AFR

14,70 W

70°C

2.2 V

300 AFR

17,20 W

70°C

2.2 V

333 AFR

19,00 W

70°C

2.2 V

350 AFR

19,95 W

70°C

2.2 V

366 AFR

20,80 W

70°C

2.2 V

380 AFR

21,60 W

70°C

2.2 V

400 AFQ

22,70 W

60°C

2.2 V

400 AFR

16,90 W

70°C

2.2 V

450 AFX

18,80 W

65°C

2.2 V

450 AHX

28,40 W

65°C

2.4 V

475 AFX

19,80 W

65°C

2.2 V

475 AHX

29,60 W

65°C

2.4 V

500 AFX

20,75 W

65°C

2.2 V

533 AFX

20,75 W

65°C

2.2 V

550 AGR

25,00 W

70°C

2.3 V

O modelo 550AGR (está indicado no chip) dissipa 25 watts e suporta até 70 graus. O modelo de 500 MHz dissipa 20,75 watts, mas suporta apenas 65 graus. A diferença nos desempenhos dos dois é pequena, mas não é o caso de descartarmos o modelo de 550 MHz por aquecimento excessivo. Utilizando um cooler de bom tamanho, acoplado ao processador por pasta térmica, não teremos problemas de aquecimento.

1 comentários:

Anônimo disse...

tenho uma fic va 503+ com um k6 2 500 ,windows 98 se nao funciona o mouse o conector serial esta ligado na porta com1 ja inverti mas nao deu certo

Ocorreu um erro neste gadget